Central de Concursos
Ano: Concurso: Nome:

"Meu nome é Kaique Knothe de Andrade, tenho 26 anos, sou engenheiro mecânico e fui o primeiro colocado no último concurso de Auditor-Fiscal da Receita Federal.

No meu caso, eu havia me formado há poucos meses e trabalhava na iniciativa privada, numa empresa de consultoria estratégica em São Paulo, onde aprendi muito, porém encontrei um estilo de vida bastante estressante e uma forma de pensar diferente da minha.

Em maio de 2013 eu me demiti e, após um breve período refletindo sobre as escolhas que eu poderia tomar, decidi que tentaria seguir uma carreira na administração pública. Voltei à minha cidade, Rio Claro/SP, e comecei a desvendar esse mundo dos concursos – demorou um pouco para eu me encontrar no ramo, mas em julho/13 comecei a estudar em período integral e o resultado veio de forma relativamente rápida, dez meses depois.

Embora seja necessário muito estudo, este tempo pode ser otimizado com o uso de bons materiais, completos e atualizados, e com o uso de táticas de estudo que se adaptem às condições e ao gosto do candidato, melhorando a absorção de conteúdo. Não se assuste com pessoas que dizem que levará anos, pois não são tão raros assim os casos de pessoas que passam em pouco tempo.

A decisão de começar a estudar, a escolha do material e do método, o respeito às horas de estudo – todas essas decisões podem dar medo à primeira vista, mas são todas situações que se tornam mais claras quando há informação e motivação.

O que eu posso dizer é que, depois de ter pesado os prós e contras, entrei de cabeça no mundo dos concursos – e não me arrependi em nenhum momento".


Kaique Knothe de Andrade

2014 - RF - Receita Federal

Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil (AFRFB)

Aluno: República

“Meu nome é Letizia Fonseca Ferroni Freitas, 46 anos, sou oficiala da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, tomei posse em agosto de 2018. Sempre quis ser servidora pública, e comecei a estudar na Central de Concursos em 2014 para o concurso da Caixa Econômica Federal, fiz um curso intensivo de 2 meses, e consegui minha primeira aprovação.

Mas como meu lema era estudar até tomar posse, continuei estudando e prestando os diversos concursos que abriam. Não importava se era ensino fundamental, médio ou superior em qualquer área, serviam de treino. Sempre fazendo cursos e estudando em casa.

Não vou citar nomes dos/as excelentes professores/as da Central de Concursos que me ajudaram a alcançar meu objetivo, pois seria injusta se esquecesse de alguém. Mas a cada aula que chegava desanimada, meu ânimo era renovado, com a alegria, paciência e histórias desses/as mestres/as. Pois o importante não é ter o conhecimento e sim saber repassá-lo.

Rotina de estudo para mim é aproveitar o tempo que se tem, dedicando-se ao máximo, não importa a quantidade de tempo e sim a qualidade que se faz dele. Após as aulas presenciais, estudava em casa de 1 a 4 horas, de acordo com o que conseguia. Gosto de revisar a matéria, repassando a limpo e fazendo exercícios.

Estudar para concurso é ter foco, disciplina e persistência, nesse período só importam as pessoas que te apoiam. Minhas anotações sempre estiveram à disposição de quem quisesse, se posso ajudar, estou disponível, porque “Meu maior concorrente sou eu mesmo”.


Letizia Fonseca Ferroni Freitas

2014 - CEF - Caixa Econômica Federal

Técnico Bancário

2015 - Metrô - Companhia do Metropolitano de São Paulo

Agente de Segurança

2015 - DP - Defensoria Pública

Oficial de Defensoria Pública

Aluno: Santo Amaro

Depoimento de Vinícius Aguiar, aluno da Central de Concursos, unidade Santo Amaro, aprovado no concurso de soldado da Polícia Militar de São Paulo de 2021.


Vinícius Aguiar

2021 - PM SP | Polícia Militar de São Paulo

Soldado

Aluno: Santo Amaro

Depoimento de Fabio Eda, aluno da Central de Concursos, unidade Metrô República, aprovado no concurso do Banco do Brasil de 2021


Fabio Eda

2021 - BB | Banco do Brasil

Escriturário

Aluno: República

Trabalhei durante 12 anos em uma empresa multinacional e já não me sentia realizada profissionalmente em minha antiga carreira. Aliado a isso, sempre admirei profissões em que pudesse auxiliar a população, ser uma servidora pública verdadeiramente. 

Foi então que decidi estudar para concursos e posso afirmar, sem sombra de dúvida, que as palavras definidoras do caminho que percorri até a vitória foram: humildade, persistência e disciplina. Humildade para identificar meus pontos fracos, aceitá-los e buscar minimizá-los. Persistência para não desistir diante das dificuldades (que não foram poucas). Disciplina para administrar corretamente meu tempo disponível para os estudos x minha vida pessoal, o que, muitas vezes, exigiu que eu abrisse mão de uma série de coisas das quais gostava (ainda que temporariamente), sempre com muita fé de que toda a abdicação valeria a pena no futuro. 

Durante toda minha trajetória, contei com o total apoio da Central de Concursos, desde o corpo de funcionários que atuam nos bastidores com muita competência e comprometimento até os professores que estão na linha de frente, motivando-nos constantemente bem como direcionando nossos estudos de forma assertiva, de acordo com o que a banca examinadora exige. Fiz vários cursos de testes ao longo do tempo em que estudei, sempre com o respaldo dos professores, focados nas tendências de possíveis questões a serem cobradas, e esse, certamente, foi um diferencial em minha preparação.

Em meados de 2018, comecei a colher os frutos de todo o esforço para atingir meu objetivo. Foram três aprovações, entre os primeiros colocados, em concursos da Polícia Civil de São Paulo: Agente de Telecomunicações Policial (22° lugar), Escrivão de Polícia (62° lugar) e Agente Policial.


Fabiana Borba Castello

2018 - PC SP | Polícia Civil de São Paulo

Agente de Telecomunicações

Aluno: Metrô República

Depoimento da Vanessa Rodrigues Lopes, aluna da Central de Concursos aprovada no concurso para agente de telecomunicações da Polícia Civil do Estado de São Paulo em 2011.


Vanessa Lopes

Aluno: Artur Alvim

< 1 2 3 4  ... >