Central de Concursos
  • Publicado em 19/09/2013 09h52
O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, com sede na capital paulista (TRT-SP), definirá nas próximas semanas a instituição que será responsável pelo concurso para os cargos de técnico (2º grau) e analista judiciário (superior). A seleção anterior, realizada em 2008, foi organizada pela Fundação Carlos Chagas.

O próximo concurso está autorizado desde fevereiro pela presidente do órgão, desembargadora Maria Doralice Novaes. Na última semana, a desembargadora garantiu que o edital será divulgado ainda este ano. No entanto, falta definir a instituição que organizará a seleção, o que deve acontecer nas próximas semanas, já que o processo está em fase final.

No momento, o órgão está fazendo o levantamento das vagas em aberto, que já apontou 318, sendo 218 para técnico e 100 para analista. Como o órgão ainda não terminou essa etapa, o número de vagas ainda poderá aumentar até a publicação do edital. No entanto, ainda não foi definida a quantidade de vagas que será disponibilizada no concurso. Os novos técnicos e analistas atuarão na capital e Grande São Paulo.

Os vencimentos são R$4.575,16 para técnico e R$7.506,55, para analista, já considerando vale-alimentação de R$710. Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e, para analista, superior. No caso de analista, os candidatos interessados na área judiciária e de execução de mandados devem ter diploma de Direito. Já para concorrer às vagas da área administrativa é exigido ensino superior em qualquer curso.

O último concurso do TRT-2, realizado em 2008, ficou a cargo da Fundação Carlos Chagas (FCC), e contou com 94.808 inscritos. Apesar de a oferta inicial ser de apenas 21 vagas, no total, foram chamados 5.019 aprovados. Destes, 2.630 foram chamados para o cargo de técnico e 2.389 para analista.

Fonte: Folha Dirigida
blog

Outras Notícias