Central de Concursos
  • Publicado em 12/11/2013 09h28
Os editais dos Tribunais continuam sendo divulgados e, em breve, será a vez do TRT-São Paulo, previsto para o final de novembro, informação dada pela sua presidenta do órgão, desembargadora Maria Doralice Novaes.

Espera-se um mínimo de 450 vagas que serão divididas entre os cargos de técnico e analista da área administrativa.

Uma reunião está agendada para os próximos dias, quando será definido o cronograma do concurso que terá o cuidado de não coincidir com as datas do TRT de Campinas e o da 3a. Região.

Com dispensa de licitação a Fundação Carlos Chagas foi a escolhida para organizar o concurso.

Definidas as áreas
As vagas de analista na área administrativa exigirão o nível superior em qualquer área, porém para as áreas judiciárias e execução de mandados, a formação específica deverá ser em Direito, além de diversas especialidades como contabilidade, tecnologia da informação, biblioteconomia, clínica geral, medicina do trabalho, cardiologia, psiquiatria, psicologia, estatística e arquivologia.
As vagas de técnico judiciário para a área administrativa exigem nível médio, porém para a área de apoio, especialidades poderão ser requeridas, já que haverá oportunidades nas áreas de digitação, enfermagem, operação de computadores, tecnologia da informação, artes gráficas, carpintaria e marcenaria, estrutura de obras e metalurgia, telecomunicações e eletricidade, mecânica, apoio de serviços diversos: copa, telefonia, transporte e segurança.

Remunerações iniciais
Tendo como base o TRT-Campinas, os iniciais são de R$ 4.653,03 para técnico judiciário para todas as especialidades,com exceção de segurança, cujo valor é de R$ 5.623,49, no entanto, com a inclusão de R$ 710 de auxílio-alimentação passam a ser de R$ 5.363,03 e R$ 6.333,49 respectivamente.
Já os analistas, R$ 7.566,42, menos os da especialidade execução de mandados, cujo valor é de R$ 9.188,20, há ainda R$ 710 de auxílio-alimentação elevando-se para R$ 8.272,42 e R$ 9.898,20, respectivamente.

Projeto de Lei
Há um Projeto de Lei que visa a criação de mais 2 mil vagas para o TRT-SP, este já passou pelo Congresso Superior da Justiça do Trabalho e agora vai para o Conselho Nacional de Justiça e, posteriormente, seguirá para o Congresso Nacional. Uma vez aprovado, as vagas serão utilizadas em um novo concurso.
blog

Outras Notícias