Central de Concursos
  • Publicado em 16/09/2014 00h00

O edital de escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) será divulgado esta semana e as inscrições serão recebidas imediatamente. De acordo com a juíza assessora da presidência, Maria Fernanda de Toledo Rodovalho, o documento está pronto desde do dia 11 de setembro, mas ainda não foi publicado no Diário de Justiça Eletrônico porque é aguardada a assinatura do presidente do TJ-SP, desembargador José Renato Nalini. Devido a isso a publicação do documento, que estava prevista para o dia 15, sofreu um adiamento. A expectativa é de que a liberação ocorra entre terça e quarta-feira, dias 16 e 17 de setembro. Assim que divulgado o edital, as inscrições poderão ser realizadas no site da Fundação Vunesp, organizadora da seleção. O valor da taxa ainda não foi confirmado, mas a previsão é que seja de R$50, como no último edital. As inscrições serão regionalizadas, possibilitando ao candidato concorrer às vagas de sua circunscrição e também em sua região administrativa.

 

A juíza assessora destacou que o TJ-SP tem pressa no concurso e, por isso, deseja contar com os aprovados já no primeiro semestre de 2015. O objetivo é suprir o déficit de pessoal provocado pelo grande número de aposentadorias e saídas de servidores. O concurso oferecerá cerca de mil vagas para todas as dez regiões administrativas. Algumas regiões do interior poderão aproveitar remanescentes do concurso de 2012, caso o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) dê decisão final favorável às petições movidas por candidatos do último concurso, que pedem o preenchimento de parte vagas com remanescentes que foram aprovados para comarcas do interior. Para a capital, a juíza garantiu que não haverá reserva de vagas para remanescentes de 2012, devido ao fato de a circunscrição já ter esgotado a lista de aprovados, assim como nas comarcas de Campinas, Guarulhos e Itapecerica da Serra.

 

Os escreventes técnicos judiciários recebem vencimentos iniciais de R$4.848,07, já com a remuneração de R$3.878,07 e os benefícios do auxílio saúde, de R$200 mensais, auxílio alimentação de R$29 por dia e auxílio transporte de R$6 (média de 22 dias). Para concorrer ao cargo é necessário ter ensino médio completo (antigo 2º grau). A seleção terá duas fases. A prova objetiva, equivalente à primeira etapa, terá 80 questões, divididas entre conteúdos de Língua Portuguesa, Conhecimentos em Direito e Conhecimentos Gerais (Atualidades, Matemática e Informática). O conteúdo programático será semelhante ao do último concurso, como já foi adiantado pela assessoria da presidência. A segunda fase é composta por prova prática de digitação

blog

Outras Notícias