Central de Concursos
  • Por: JC Concursos - Publicado em 17/07/2015 10h06
Além do concurso público, já autorizado, para o preenchimento de 600 vagas de professores de educação infantil, atualmente em fase de escolha da banca organizadora, a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME/SP) se programa para a realização de outro certame, também para contratação de pessoal na área docente. Neste sentido, já encaminhou, para a Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sempla/SP) um pedido para a realização de concurso público para o preenchimento de 1.844 vagas para professores de ensino fundamental II e médio. A seleção foi confirmada pela assessoria de imprensa da SME/SP, no último dia 13 de abril, durante a gravação do programa Gabinete Aberto, no Centro Cultural Vergueiro, com o secretário municipal de educação Gabriel Chalita.
 
A expectativa é que a solicitação seja encaminhada em breve para o gabinete do prefeito Fernando Haddad, para que o concurso seja efetivamente autorizado. Somente então poderá ser feita alguma projeção de quando o edital poderá ser publicado. O certame pode ser dado como certo. Acontece que, segundo a assessoria, o quantitativo é necessário para suprir a necessidade de docentes, uma vez que a prefeitura já não conta com concurso em validade para o cargo.
 
Para concorrer é necessário possuir habilitação plena na respectiva área. A remuneração atual do cargo é de R$ 2.250 para a jornada de 30 horas semanais, incluindo salário de R$ 1.970,28 e abonos. No caso de jornada integral de 40 horas, o inicial é de R$ 3.000, incluindo salário de R$ 2.627,06 e abonos.
 
Seleção anterior
 
O último concurso para professores de ensino fundamental II e médio ocorreu em 2012. Na ocasião, foram registrados 56.756 inscritos para a oferta inicial de 3.185 vagas.  A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas e o resultado final foi homologado em 27 de dezembro de 2012, com validade de um ano, prorrogável uma vez pelo mesmo período, até o final de 2014. Desta forma, já não existe a possibilidade de convocação de remanescentes, sendo indispensável a realização de novo certame.
 
Do total de oportunidades, 494 foram para professores de ensino fundamental II e médio – artes, cinco para biologia, 575 para ciências, 60 para educação física, duas para espanhol, três para física, 585 para geografia, 276 para história, 522 para inglês, 549 para matemática, 100 para língua portuguesa, uma para química, oito para filosofia e cinco para sociologia, além de quatro vagas para o cargo de especialista em desenvolvimento urbano.
 
A seleção contou com prova objetiva composta de 50 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos da respectiva área, além de três questões dissertativas e análise de títulos, que contou com limite de 11 pontos na classificação final.
blog

Outras Notícias