• Por: Yuri Salso - Publicado em 21/09/2016 12h43 - Atualizado em 21/10/2016 16h04

O concurso público da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo (SES) continua em pauta. O órgão pretende abrir 6.751 vagas para cargos em diferentes áreas da saúde, com oportunidades para todos os níveis de escolaridade.

O pedido está em análise na Secretaria de Governo do Estado de São Paulo e deve ser encaminhado para a autorização do governador Geraldo Alckmin. Caso a solicitação seja atendida, as vagas serão liberadas em diversos editais, que serão publicados de forma independente por unidades de saúde.
 

Cargos e remunerações


As chances de nível fundamental são para profissionais de auxiliar de apoio à pesquisa científica e tecnológica (13 vagas), auxiliar de laboratório (73), auxiliar de saúde (611) e oficial de apoio à pesquisa científica e tecnológica (14). Os ganhos iniciais variam de R$ 1.242 a R$ 1.926.

Para o nível médio ou técnico, há oportunidades de técnico de enfermagem (1.372), agente de apoio à pesquisa científica e tecnológica (16), agente técnico de saúde (265), motorista de ambulância (56), oficial administrativo (374), oficial de saúde (535), oficial operacional (127), técnico de apoio à pesquisa científica e tecnológica (34), técnico de laboratório (78), técnico de radiologia (40) e agente de saúde (28). Os vencimentos iniciais variam entre R$ 1.340 e R$ 2.779.

Os cargos de nível superior são de agente técnico de assistência à saúde (432), analista administrativo (12), analista de tecnologia (02), analista sociocultural (06), arquiteto (03), assistente técnico de pesquisa científica e tecnológica (29), cirurgião dentista (73), enfermeiro (547), engenheiro (45), executivo público (36), médico I – 12 horas (316), médico I – 20 horas (164), médico I – 24 horas (1.263), médico I – 40 horas (10), médico veterinário (17), pesquisador científico (84) e tecnólogo em radiologia (76). Os vencimentos iniciais partem de R$ 1.373 e podem chegar a R$ 13.900.

 

Déficit de funcionários

 

Como o prazo do último concurso da Secretaria da Saúde realizado em 2011 já expirou, o longo período sem contratações somado à carência de funcionários que vem sendo acumulada nos últimos anos aumentou o déficit de servidores.

Em um levantamento divulgado pelo Estado, a SES possui 56.136 cargos vagos. Os destaques ficam para as funções de técnico de enfermagem (15.872 vagas abertas), auxiliar de saúde (11.282), médico I (8.530) e oficial de saúde (4.392).
 

Outras Notícias