Central de Concursos
  • Publicado em 11/07/2011 00h00
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou no último dia 7 um Projeto de Lei Complementar que autoriza a criação de 10 mil vagas de Agente de Organização Escolar para todo o estado. " Com a sanção, a Secretaria Estadual da Educação pode imediatamente publicar o edital para esse concurso", afirmou Alckmin em entrevista à Folha Dirigida.

Além da criação das vagas, o projeto também altera a escolaridade exigida para ingresso, que passa a ser de ensino médio completo. Para concorrer, será necessário possuir também conhecimentos em Informática. O sálário inicial será de R$ 800 mensais, para jornada de 40 horas semanais.

O agente tem como função desenvolver atividades da organização escolar, visando a ações que envolvem a Secretaria das Escolas e o atendimento à comunidade escolar. A intenção é que, com estes novos servidores, a gestão escolar seja organizada de forma melhor. O Secretário Estadual de Educação, Herman Voorwald anunciou no dia 20 de maio, que a publicação do edital ocorrerá ainda no segundo semestre.

Seleção interna permite aumento salarial
Das 10 mil vagas de Agente de Organização Escolar, a Secretaria Estadual de Educação reservará 5.260 para uma nova carreira, denominada Agente de Administração Escolar. Neste caso, a seleção será feita por meio de concurso de acesso, entre os agentes. O salário inicial é o mesmo de agente, de R$ 800 mensais. Porém, está prevista uma gratificação prolabore de 50% sobre o valor de R$ 1.687, 82, que equivale à faixa três, nível quatro do agente, resultando em um ganho real de R$ 2.500.
blog

Outras Notícias