Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 01/10/2018 15h28 - Atualizado em 01/10/2018 16h47
Uma resolução publicada pelo Comitê Estratégico de Governança do Ministério da Fazenda (CEG) definiu que a Escola Superior de Administração Fazendária (ESAF) não será mais responsável pela aplicação das provas dos próximos concursos públicos da Receita Federal e demais Órgãos Fazendários, como tradicionalmente acontecia. 
 
Além da Receita Federal, outros órgãos vinculados ao Ministério da Fazenda são a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o Banco Central (Bacen).
 
De acordo com o artigo 8 da resolução, a partir de agora a ESAF será responsável apenas pela contratação e fiscalização das bancas organizadoras que forem escolhidas para as primeiras etapas dos concursos, não se responsabilizando mais pelas provas objetiva e discursiva das seleções. Ainda de acordo com a resolução, continuará como responsabilidade da ESAF a realização das etapas subsequentes dos concursos públicos, denominadas Curso de Formação.
 

Clique e confira a resolução na íntegra

 

Concurso Receita Federal 2018

 

Receita Federal encaminhou um novo pedido de realização de concurso público com nada menos que 5.000 vagas para os cargos de auditor-fiscal e analista-tributário. A informação foi divulgada após reunião entre o Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (SindiReceita) e gestores do Ministério do Planejamento, realizada na última quinta-feira, 20 de setembro.
 

As carreiras de auditor analista exigem nível superior completo em qualquer área e as remunerações iniciais são de R$ 20.123,53 para auditores e R$ 11.639 para analistas. O regime estatutário, que garante estabilidade, e os vencimentos informados já incluem o auxílio-alimentação, de R$ 458. (SAIBA MAIS)

 

Concurso Ministério da Fazenda 2018

 

Ministério da Fazenda (MF) está aguardando a autorização do Ministério do Planejamento para realizar um novo concurso público, com 1.301 vagas distribuídas entre diversos cargos. Por conta da grande defasagem de pessoal no MF, a expectativa é grande para que a seleção seja liberada o mais rápido possível.
 

As vagas requeridas estão distribuídas da seguinte forma: assistente técnico administrativo (904), analista técnico administrativo (257), arquiteto (12), arquivista (9), bibliotecário (12), contador (53), engenheiro (15), enfermeiro (5), pedagogo (6), psicólogo (6) e técnico em comunicação social (22).
 
Para concorrer ao posto de assistente é necessário possuir ensino médio completo, enquanto as demais funções aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais atuais oscilam entre R$ 3.953,68 e R$ 6.388,27, já incluindo o vale-alimentação de R$ 458. (SAIBA MAIS)

 

blog

Outras Notícias