• Por: Yuri Salso - Publicado em 04/08/2017 16h43 - Atualizado em 04/08/2017 17h30

PRF solicita concurso para 2.778 vagas Polícia Rodoviária Federal (PRF) solicitou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) a abertura de concurso público para 2.778 vagas de policial rodoviário federal, de acordo com a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF).

O novo pedido, feito no final do mês de julho, apresenta maior número de vagas do que a solicitação para 1.300 oportunidades feita anteriormente. A PRF argumentou em seu pedido que nos últimos quatro anos uma grande quantidade de servidores se aposentou, o que deixou uma lacuna de quase 3.000 postos, e que isso tem prejudicado a segurança nas rodovias.

No mesmo memorando encaminhado ao MPDG, foi sugerido que seja autorizado um concurso sempre que o número de postos vagos exceder a 5% dos respectivos cargos ou com menor número, de acordo com a necessidade e critério do Ministério da Justiça. Isso tornaria o processo de abertura de seleções mais rápido e menos burocrático.

Segundo a FenaPRF, o órgão tem pretensão de formar quatro turmas com 800 novos policiais ainda em 2018. É importante ressaltar que a PRF já possui uma minuta de edital pronta desde o final de 2016, com o objetivo de permitir que o concurso possa ser iniciado imediatamente após a eventual autorização do MPOG.

 

Cargo e reajuste salarial

 

O cargo de policial rodoviário federal é aberto àqueles que possuem nível superior completo em qualquer área e carteira nacional de habilitação (CNH), a partir da categoria "B".

Os aprovados no próximo concurso público PRF, já ingressarão na carreira de policial rodoviário federal recebendo a nova remuneração de R$9.501. Isso porque o reajuste salarial foi confirmado por meio da lei nº 13.371, publicada no Diário Oficial da União.

Os valores sobem para R$9.931 em 2018 e começam a ser pagos na quantia integral de R$10.357 em 2019.

 

Último concurso PRF

 

Em  2013, a PRF lançou edital de concurso com 1.000 vagas para policial. Na ocasião, a banca organizadora foi o Cespe/UnB e o processo seletivo constou de prova objetiva, exame discursivo, testes de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e análise de títulos.
 
A prova objetiva apresentou 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Conhecimentos básicos contou com temas sobre língua portuguesa, matemática, noções de direito constitucional, ética no serviço público e noções de informática. Já em conhecimentos específicos as perguntas versaram sobre noções de direito administrativo, noções de direito penal, noções de direito processual penal, legislação especial, direitos humanos e cidadania, legislação relativa ao DPRF (Departamento de Polícia Rodoviária Federal) e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários. 
 
Clique aqui e confira o edital do último concurso da PRF.
 


 

Outras Notícias