Central de Concursos
  • Publicado em 03/02/2012 00h00
A diretoria-geral da Polícia Rodoviária Federal publicou no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira, dia 2, instruções normativas para prosseguimento de seu concurso de 2009, suspenso por suspeita de fraude por parte da Funrio, antiga organizadora.

As próximas etapas, que serão realizadas pela nova organizadora, o Instituto Cetro, serão a aplicação do exame de capacidade física, avaliação de saúde e de investigação social.

Na semana passada saiu o resultado final da prova objetiva e de redação, ainda sob a responsabilidade da Funrio.

Passarão para as etapas de avaliação física e psicológica, os primeiros 2.250 colocados na primeira fase e, na etapa de avaliação de saúde, os primeiros 1.500 aprovados.

Um edital retomando o concurso deverá sair nos próximos dias.

Relembre o ocorrido em 2009
Após denúncias de candidatos do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, relatando episódios de fraude na aplicação das provas em 18 de outubro de 2009, o Ministério Público Federal suspendeu o concurso.

Em abril de 2010 a Justiça Federal determinou que a Funrio devolvesse R$ 3,7 milhões a PRF, valor esse arrecadado com as inscrições. Como a organizadora não cumpriu o determinado, a 6a. Vara Federal do Distrito Federal bloqueou seus bens na mesma quantia.

Em fevereiro de 2011, a Justiça decidiu pelo prosseguimento do concurso aos candidatos aprovados e que, comprovadamente, não estavam envolvidos com a fraude. O MPF, no entanto, conseguiu a suspensão novamente o concurso.

A PRF está oferecendo 750 vagas e salário inicial de R$ 5.620,12 mais auxílio alimentação de R$ 161,99.
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias