Central de Concursos
  • Publicado em 14/08/2013 17h41
Saíram os gabaritos preliminares das provas objetivas do concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foram realizadas no último domingo, dia 11. Os candidatos podem conferir o desempenho por meio de consulta individual no site do Cespe/UnB (organizador) ou pelo modelo de referência divulgado (prova tipo I) junto ao caderno de questões correspondente. Será possível recorrer contra os gabaritos das 9h desta quarta-feira, dia 14, às 18h da quinta, 15, no site do organizador. Dos 109.769 inscritos no concurso, cerca de 88 mil fizeram as provas (índice de 19,7% de faltosos).

Para ser aprovado no exame objetivo será necessário obter os mínimos de 10 pontos na prova de Conhecimentos Básicos, 21 pontos na prova Conhecimentos Específicos e 36 pontos no conjunto das provas. Somente serão corrigidas as discursivas (também aplicadas no último dia 11) daqueles que, além de alcançarem as pontuações mínimas nas objetivas, se classificarem até a 4.750ª posição para as vagas de ampla concorrência e até a 250ª posição para as vagas reservadas a pessoas com deficiência. A divulgação do resultado final nas provas objetivas e o resultado provisório da discursiva está prevista para o dia 2 do mês que vem, sendo concedido prazo de dois dias para a interposição de recursos.

Serão aprovados nas discursivas, os candidatos que obtiverem pelo menos 10 pontos de um total de 20. Os classificados em até quatro vezes o número de vagas (até a 3.800ª posição para as vagas de ampla concorrência e até a 200ª posição para as vagas reservadas a deficientes), respeitados os empates, serão chamados para as avaliações de aptidão física (testes em barra fixa, de impulsão horizontal, de flexão abdominal e de corrida de 12 minutos), de saúde e psicológica, além de investigação social. A seleção prevê ainda avaliação de títulos e curso de formação.

O concurso terá validade de um ano, podendo dobrar, mas a intenção da PRF é contar com os concursados já para o período da Copa do Mundo, que será disputada de junho a julho do ano que vem. Os novos policiais serão lotados, preferencialmente, em regiões de fronteira, com remuneração inicial prevista de R$6.791,25 (já incluindo o auxílio-alimentação, de R$373), em função de reajuste programado para janeiro do ano que vem. No último dia 7, o Senado Federal aprovou a criação de indenização de até aproximadamente R$2 mil por mês (R$91 por dia de trabalho) para os policiais e outros servidores lotados nas fronteiras. Resta apenas a sanção presidencial para que a proposta seja convertida em lei.

Fonte: Folha Dirigidas
blog

Outras Notícias