Central de Concursos
  • Publicado em 31/03/2011 00h00
Foi decidido, dia 29/3, pela Justiça Federal em Brasília, a rescisão do contrato firmado entre a Polícia Rodoviária Federal e a Funrio, organizadora responsável pelo concurso para o cargo de 750 vagas de policiais rodoviários federais.

Além dessa decisão, a Justiça ainda determinou o bloqueio dos bens da Funrio, já que o valor de aproximadamente R$ 3,8 milhões arrecadados em inscrições não foram devolvidos. A organizadora deverá contestar a decisão.

As provas do concurso foram aplicadas em outubro de 2009, porém, a seleção foi suspensa por suspeita de fraudes. As irregularidades foram comprovadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro que concluiu que funcionários da Funrio estavam envolvidos.

Devido ao grande déficit de pessoal, a corporação tem urgência na retomada do concurso.
blog

Outras Notícias