Central de Concursos
  • Por: Luiz Fernando Caldeira - Publicado em 08/06/2021 10h08
Foto: divulgação

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social, Leonardo Rolim, deu declarações à rádio CBN de que está otimista que a seleção será autorizada pelo governo federal.

Dada a grande carência de pessoal e o crescente número de aposentadorias, o presidente do INSS destacou que a realização do concurso é urgente. Ele lembrou também da necessidade de substituir 3 mil temporários que foram admitidos por meio da seleção aberta no ano passado e que terão seus contratos encerrados este ano.

"Vamos precisar sim fazer o concurso para substituir temporários e servidores que estão se aposentando. Estamos bem otimistas que teremos a autorização. É um número que, a cada ano, vai tendo uma nova demanda por conta das aposentadorias. O INSS tem um percentual razoável de servidores que já está em abono de permanência, ou seja, que já está em condições de se aposentar. Isso faz com que haja uma preocupação de termos concursos. De inclusive ter uma reserva para eventuais contratações futuras", disse Rolim.

Por esses motivos, o instituto precisa que seja autorizado de um número maior que 3 mil vagas para reposição dos temporários. "Para longo prazo o volume é bem maior", apontou o presidente do INSS, referindo-se a futuras aposentadorias.

Hoje, faltam 20.309 técnicos e 2.372 analistas. Esses dados são de fevereiro deste ano e constam do Sistema Integrado de Administração de Pessoal (Siape), do governo federal. A falta de pessoal levou o INSS a um colapso, onde há mais de 1,3 milhão de pedidos de benefícios para serem concedidos.

Cargos exigem os níveis médio e superior

A carreira de técnico exige o nível médio e tem remuneração inicial de R$5.186,79. Já para analista a exigência é o nível superior (pode ser em qualquer curso ou áreas específicas), e os rendimentos são de R$7.659,87. Todos os valores incluem R$458 de auxílio-alimentação.

A última vez que o INSS solicitou concurso ao governo federal foi em 2018. Na época, também foram pedidas 10 mil vagas. Desse total, de 2.112 eram referentes à chamada de aprovados em cadastro de reserva da seleção de 2015 (que ainda estava vigente na época) e 7.888 para um novo certame.

Dessas 7.888 vagas, 3.984 eram para técnico, 1.692 para analista e para 2.212 para médico perito (esta carreira não faz mais parte do quadro de pessoal do INSS desde 2019). Tal pedido não foi aceito pelo Ministério da Economia, na ocasião.

O INSS é responsável por atender milhões de segurados da Previdência Social. No entanto, não há servidores suficientes para atender ao expressivo número de processos. Conforme reportagem do UOL, em março do ano passado, 1,282 milhão de pedidos de benefícios dependiam da análise do INSS. Em novembro, a fila havia caído para 1,251 milhão, somente. Os dados são do boletim estatístico da Previdência Social.

Concurso do INSS é praticamente inevitável

Frente ao colapso que vive o INSS, a abertura do concurso parece ser inevitável. Por isso, professores alertam que os interessados em ingressar na autarquia devem iniciar os estudos o quanto antes, pois as seleções para as carreiras de técnico e analista costumam reunir grande concorrência.

No concurso INSS de 2015, onde houve mais de um milhão de inscritos, os candidatos a técnico foram submetidos a prova objetiva com 120 questões sobre Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos.

Já para analistas foram cobradas as disciplinas de Português, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Legislação da Assistência Social, Saúde do Trabalhador e da Pessoa com Deficiência.

Para peritos, a seleção teve provas objetiva e de títulos. Na primeira foram exigidas 30 questões sobre Conhecimentos Básicos (Português, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional e Noções de Direito Administrativo) e 50 de Conhecimentos Específicos.
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias