Central de Concursos
  • Por: JC Concursos - Publicado em 08/04/2015 12h38
A PRF solicitou ao Ministério do Planejamento aval para concurso de policial rodoviário. Carreira exige nível superior (em qualquer área), além de CNH na categoria B. Remuneração é de R$ 6.719
 
Com a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015, em 17 de março, cresce a expectativa pela autorização de diversos concursos federais, condição endossada pelo próprio ministro do planejamento, Nelson Barbosa, que já havia afirmado que decisões sobre novas autorizações poderiam ser tomadas assim que apreciado o projeto.  Entre elas, uma das mais aguardadas é para o concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que aguarda um parecer do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para ser realizado ainda em 2015.
 
A prioridade pela realização de concursos na área de segurança é clara, tendo em vista a autorização, por parte do próprio MPOG, em 19 de fevereiro, mesmo antes da aprovação do orçamento, para a realização do concurso do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), cujo edital deve ser publicado nos próximos dias.
 
No caso da PRF, a solicitação é de 1.500 vagas para o cargo de policial rodoviário.
 
O pedido, encaminhado para o MPOG em 30 de maio de 2014, está no Ministério da Justiça para ajustes, desde 11 de dezembro de 2014.
 
Para concorrer ao cargo é necessário possuir curso de nível superior completo em qualquer área de formação e carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A remuneração inicial, atualizada, é de R$ 6.719,91, com jornada de trabalho de 40 horas semanais.
 
Atividades
Quem ingressar na carreira contará com atribuições de natureza policial, envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vitimas de acidentes rodoviários e demais atribuições com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.
 
Último concurso da PRF
A seleção anterior para o cargo ocorreu em 2013 e foi organizado pelo Cespe/UnB. Ao todo foram registrados 109.769 inscritos para a oferta de 1.000 vagas. A seleção contou com prova objetiva, exame discursivo, testes de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e análise de títulos.
 
A prova objetiva contou com 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos.  Conhecimentos básicos contou com temas sobre língua portuguesa, matemática, noções de direito constitucional, ética no serviço público e noções de informática. Já em conhecimentos específicos, noções de direito administrativo, noções de direito penal, noções de direito processual penal, legislação especial, direito humanos e cidadania, legislação relativa ao DPRF e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.
 
Sobre a PRF
A PRF está presente em todo o território nacional. Conta com uma unidade administrativa central, a Sede Nacional, em Brasília, e unidades administrativas regionais, com 22 superintendências nos estados de GO, MT, MS, MG, RJ, SP, ES, PR, SC, RS, BA, PE, AL, PB, RN, CE, PI, MA, PA, SE, RO e TO, além de cinco distritos, em DF, AC, AM, AP e RR. Também é formada por 150 subunidades administrativas, denominadas delegacias, e 413 unidades operacionais (Uops), totalizando 550 pontos de atendimento.
 
Objetivos
Cabe ao serviço da PRF garantir segurança com cidadania nas rodovias federais e nas áreas de interesse da união. Além disso, tem por objetivo ser reconhecida pela sociedade brasileira por sua excelência e efetividade no trabalho policial e pela indução de políticas públicas de segurança e cidadania. 
blog

Outras Notícias