Central de Concursos
  • Por: Folha Dirigida - Publicado em 18/07/2011 00h00
Juntos o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico Legal solicitaram, ao todo, 1.860 vagas ao governo do estado, sendo que 130 já existem no quadro de servidores do órgão e 1.730 devem ser criadas por Projeto de Lei, cuja proposta está em análise na Casa Civil. De acordo com o superintendente da Casa Civil, Celso Perioli, há 25 anos não há preenchimento do quadro.

O secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, já encaminhou os pedidos de 60 vagas de médico legista e 70 para perito criminal à Secretaria de Gestão, que está analisando as solicitações. Perioli tem pressa no preenchimento desses cargos. No entanto, somente após análise os pedidos passarão para a mesa de despachos do governador para serem autorizados. O chefe do Executivo estadual já se mostrou disposto a ceder ao pedido. "As 60 vagas também fazem parte do mesmo conjunto que inclui a ampliação da Polícia Militar e de concursos da Polícia Civil", afirmou Geraldo Alckmin.

A carreira de médico legista exige nível superior em Medicina. Atualmente, o salário inicial varia de R$ 5.123,30 a R$ 5.438,30 mensais. Com o reajuste proposto pelo governo, os iniciais podem chegar a R$ 6.920,30 mensais. Para ingressar na carreira de perito, é necessário ter ensino superior em qualquer área. Os salários são os mesmos de médico legista.


Mais vagas

A verificação da necessidade de ampliar o quadro de servidores da Polícia Científica, formado por cerca de 3.411 policiais, partiu de um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Gerencial (INDG), que apontou a necessidade de criar 1.020 cargos na área técnica, sendo 330 para perito criminal, 200 para médico legista, 180 para fotógrafo, 150 para auxiliar de necropsia, 80 para desenhista e 80 para atendente de necrotério.

Além disso, a proposta prevê ampliação da área em 710 servidores, sendo 600 oficiais admnistrativos, 80 técnicos de laboratório e 30 executivos públicos. Segundo o Secretário de Segurança Pública, Antonio Perioli, em 2010, a instituição atendeu a 1,5 milhão de requisições, expediu mais de 1 milhão de laudos e examinou mais de 3 milhões de peças. O projeto está em análise na Casa Civil e conta com o apoio do governador.
blog

Outras Notícias