Central de Concursos
  • Publicado em 19/08/2014 10h59

PFEmbora prossiga dependendo da definição da organizadora, a Polícia Federal (PF) não descarta a publicação neste mês do edital do concurso para 600 vagas de agente (nível superior). O prazo para isso, no entanto, é considerado pequeno e dependerá da contratação nos próximos da instituição que ficará à frente do concurso (o processo está há quase dois meses dependendo de aprovação da Assessoria Jurídica do órgão). Oficialmente, a data-limite para a divulgação do edital é 27 de setembro e, segundo o departamento, não há risco do documento não ser publicado até lá. Uma prova de que a corporação está empenhada em agilizar a nova seleção foi a publicação, no Diário Oficial da União desta segunda, 18 de agosto, de portaria do Ministério do Planejamento autorizando a contratação de 1.112 aprovados em concursos anteriores. Tal fato é visto por especialistas como um avanço na política de reforço dos quadros da PF e, mais do que isso, um sintoma de que as definições acerca do próximo concurso estão próximas.

O cargo de agente da PF é destinado àqueles que possuem o ensino superior completo em qualquer área e carteira de habilitação, na categoria B ou superior. As contratações são pelo regime estatutário (estabilidade), e os ganhos iniciais, de R$7.887,33, incluindo o auxílio-alimentação, no valor de R$373. Há reajuste previsto para janeiro do ano que vem, com o valor da remuneração inicial passando para R$9.075,20, também com o auxílio. O concurso será composto por provas objetivas e discursivas (aplicadas em todas as capitais), avaliações física, médica e psicológica, investigação social e curso de formação profissional. A meta da PF é iniciar o curso de formação no começo do ano que vem e nomear os aprovados em julho, mas para isso deverá ser necessário que o edital seja publicado ainda este mês.

blog

Outras Notícias