Central de Concursos
  • Publicado em 10/03/2015 00h00
O Ministério da Fazenda aguarda apenas a liberação do Ministério do Planejamento para preencher, por meio de concursos, 3.500 vagas. Desse total, 3 mil serão para assistente técnico-administrativo e 500 para analista técnico-administrativo.
 
Tradicionalmente, a maior parcela dos servidores é destinada para a Secretaria da Receita Federal, vinculada ao Ministério da Fazenda.
 
A expectativa para o próximo edital é de que a maior parte das disciplinas cobradas nos últimos concursos sejam repetidas. O fato de todas as seleções serem organizadas pela Escola de Administração Fazendária (Esaf) funciona como ponto positivo, pois permite que os candidatos tracem um perfil da banca examinadora.
 
No concurso do ano passado, as provas objetivas foram sobre Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico, Conhecimentos de Informática, Atualidades, Gestão de Pessoas e do Atendimento ao Público, Ética do Servidor na Administração Pública Brasileira e Regime Jurídico dos Agentes Públicos.
 
O cargo de assistente exige apenas o ensino médio e tem remuneração de R$ 3.671,82; para analista é necessário curso superior em qualquer área, e a remuneração inicial é de R$ 4.884,02.
 
blog

Outras Notícias