Central de Concursos
  • Publicado em 10/09/2013 09h24
Após notícia publicada no jornal “O Estado de São Paulo” que a organizadora responsável pelo concurso do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimentos tem como dirigentes integrantes do partido do ministro Antonio Andrade – PMDB-MG – o órgão decidiu romper com a Idecan que estava à frente do concurso.

Por este motivo, O MAPA deverá pedir ao Ministério do Planejamento a prorrogação do prazo para a publicação do edital e promoverá pregão eletrônico para escolher outra organizadora.

O valor do contrato era de R$ 5,5 milhões.

O concurso vai oferecer 736 vagas, sendo que 172 vagas para o cargo de fiscal agropecuário ficaram mais atraente desde 3/9, quando foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, a Lei 12.855 instituindo o valor de R$ 91,00/dia, a título de Indenização de Fronteira. No entanto, o Poder Executivo deverá definir as localidades onde serão instituídos os benefícios.

O MAPA ainda contratará mais 564 servidores com rendimentos de R$ 2.570,02 e R$ 11.531,69.
blog

Outras Notícias