Central de Concursos
  • Por: JC Concursos - Publicado em 24/02/2015 00h00
Anunciado em 2014, o concurso com 4.730 vagas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) depende apenas da autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para que possa ser realizado. O único entrave para a liberação do aval é a aprovação do Orçamento 2015 que pode ser votado no próximo dia 24 (terça-feira).
 
Tudo indica que após a aprovação do Orçamento, o MPOG não demorará para começar a autorizar novos processos seletivos, entre eles o do INSS. Isto porque o instituto sofre com alta defasagem de pessoal, o que pode comprometer os serviços prestados à população.
 
De acordo com relatório feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU), 18.420 servidores terão preenchido as condições de aposentadoria até 2017. A maior parte desses profissionais pertence à área administrativa do seguro social, ou seja, são trabalhadores que exercem as funções de técnico e analista. 
 
Diante desse cenário, a falta de funcionários poderá comprometer a eficiência na análise e concessão dos benefícios do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) ou, ainda, facilitar cadastros irregulares para a liberação de benefícios.
 
Sobre o concurso INSS
 
O instituto almeja abrir, ainda este ano, processo seletivo com 2.000 oportunidades para técnico do seguro social, 1.580 para analista do seguro social e 1.150 para perito médico previdenciário.
 
A função de técnico necessita de certificado de nível médio, desde que emitido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Em 2014, a remuneração inicial correspondia a R$ 4.400,87, mas, de acordo com a assessoria de imprensa do órgão, o valor subirá, neste ano, para R$ 5.016,87, incluindo R$ 373 de auxílio-alimentação.
 
O emprego de perito médico previdenciário terá como requisito o diploma de curso de graduação em medicina e registro regular no conselho regional de medicina. O vencimento anterior de R$ 10.056,80 passou R$ 11.225, se contar com benefícios.
 
Já a colocação de analista do seguro social necessitará de formação superior em diversas áreas de atuação e registro no respectivo conselho de classe. Salários iniciais aumentaram de R$ 6.509,19 para R$ 7.520,12 com o vale-alimentação.
 
8 motivos para trabalhar no INSS
 
1 – Serviço em expansão: a meta do INSS é ampliar a rede de 1.530 para 1.830 agências. Estima-se que para cada unidade sejam necessárioscinco novos servidores;
 
2 – Escolaridade e salário: o cargo de nível médio tem remuneração de R$ 5.016,87, contando os benefícios;
 
3 – Estabilidade empregatícia: o regime de contratação é estatutário, o que garante a estabilidade de emprego;
 
4 – Muitas convocações: no último concurso, realizado em 2012,para 1.500 vagas de técnico e 375 de perito médico, foram feitas 5.020convocações (a seleção contou com 6.881 aprovados);
 
5 – Carreira: ser servidor público pode ser uma forma de ajudar o país, independentemente da área de atuação;
 
6 – Experiência profissional: não é necessário experiência ou preparação de currículo. A contratação é feita por meio do mérito acadêmico;
 
7 – Crescimento: Desenvolvimento na carreira por meio de progressão e promoção;
 
8 – Lotação: Os candidatos poderão ser lotados em qualquer uma das unidades regionais para as quais concorrem, havendo possibilidadede, posteriormente, optar por trabalhar em outros Estados.
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias