Central de Concursos
  • Publicado em 23/09/2014 00h00

À medida em que setembro se aproxima do fim, aumenta a expectativa dos interessados no concurso com 80 vagas do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Isto porque o edital da seleção está programado para ser divulgado até o dia 30 deste mês. O documento com as regras do certame já está passando pelos ajustes finais, faltando ser concluído o cronograma, com as datas de inscrição, provas e demais etapas. A definição dos valores das taxas de inscrição também deverá ser finalizada nos próximos dias, para que o edital possa finalmente ser divulgado. A seleção abrangerá todas as unidades onde o Inmetro possui representações. Para o Estado do Rio de Janeiro, sede do instituto, estão reservadas 56 vagas, que serão distribuídas pelas unidades do Rio Comprido, na capital, e Xérem, em Duque de Caxias.


As 24 vagas restantes serão para as duas superintendências do Inmetro, no Rio Grande do Sul e em Goiás, com 12 vagas para cada uma. O Inmetro contratará os classificados no concurso pelo regime estatutário, o que garantirá a eles a estabilidade empregatícia. Os conhecimentos dos participantes serão verificados por meio de exames objetivos com 60 questões (sobre Conhecimentos Básicos e Específicos), análise de títulos e de experiência profissional, além de um curso de formação, comum a todos os cargos. Para os cargos de nível superior haverá também uma prova discursiva. Já a forma de avaliação dos especialistas será diferenciada. Esses candidatos serão submetidos a uma prova de títulos e de produção científica e tecnológica, defesa pública de memorial e exames didáticos.
 

A seleção trará oferta inicial de 80 vagas. No nível médio, as 19 oportunidades serão para assistente executivo, e no médio/técnico, haverá nove vagas para a função de técnico. Já quem concluiu ensino superior poderá concorrer a três carreiras. A primeira delas é a de analista, com 39 oportunidades. Haverá também 11 vagas para pesquisador-tecnologista e outras duas para especialista. Para a última carreira, faz-se necessário que os postulantes tenham concluído o doutorado há pelo menos dez anos. Os ganhos vigentes da instituição são de R$3.189,10 para os níveis médio e médio/técnico, R$7.248,77 para os cargos de nível superior e R$16.212,06 para a carreira de especialista, que exige doutorado. Todas as remunerações já estão acrescidas dos R$373 de auxílio-alimentação. 
 

Além do concurso com previsão de publicação do edital para este mês, visando ao preenchimento de 80 claros, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) tem a intenção abrir outro. Para ganhar tempo, a instituição já pediu 240 vagas ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). O responsável pela Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas (Cogep) da autarquia, Paulo Roberto Rodrigues, informou que as 80 vagas do atual concurso não são suficientes para suprir a carência, e por isso o Inmetro fez um novo pleito. O dirigente mostrou-se confiante de que a solicitação terá o sinal verde do Planejamento.

blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias