Central de Concursos
  • Publicado em 04/11/2014 00h00

A publicação do edital de escrevente técnico judiciário do Tribunal de Justiça de São Paulo para as comarcas do interior e litoral deve ser adiada em mais algumas semanas. O parecer do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) sobre os pedidos de liminar de candidatos que visam a prorrogação da validade do último concurso ficará para as próximas sessões ordinárias do órgão. A reunião desta terça-feira, dia 4, não irá contemplar o tema, como informou o gabinete do conselheiro Rubens Curado, responsável pela matéria. Com isso o parecer pode ficar para um dos encontros seguintes, previstos para os dias 18 de novembro e 2 e 16 de dezembro. O parecer será decido no plenário do Conselho em Sessão Ordinária com a participação dos 15 conselheiros que compõe o órgão. Os diversos pedidos recebidos serão julgados de forma conjunta, por tratarem de um mesmo assunto. Os candidatos argumentam que o número de remanescentes não justifica a realização de uma nova seleção. De acordo com a Fundação Vunesp, organizadora da seleção, o edital do concurso está praticamente finalizado, aguardando apenas a liberação do TJ e a definição do cronograma. O tribunal por sua vez aguarda a decisão do CNJ para evitar paralisações durante o andamento do concurso.

 

Assim que julgados os pedidos, o TJ/SP deve definir as diretrizes do edital para as unidades da 2ª a 10ª Região Administrativa. As inscrições serão regionalizadas, dando a opção de o candidato decidir onde deseja trabalhar. As opções possíveis são Araçatuba (2ª Região Administrativa Judiciária); Bauru (3ª); Campinas (4ª); Presidente Prudente (5ª); Ribeirão Preto (6ª); São José do Rio Preto (7ª); São José dos Campos (8ª); Santos (9ª) e Sorocaba (10ª). Cada região conta com um juiz diretor, designado pelo presidente do Tribunal de Justiça.

 

A expectativa é de que este segundo concurso conte com uma oferta aproximada de 600 vagas, com destaque para a 4ª Região Administrativa, que conta com cidades como Campinas, Jundiaí, Piracicaba e Franco da Rocha. Os escreventes técnicos judiciários recebem vencimentos iniciais de R$4.848,07, já com a remuneração de R$3.878,07 e os benefícios do auxílio saúde, de R$200 mensais, auxílio alimentação de R$29 por dia e auxílio transporte de R$6 (média de 22 dias). Para concorrer ao cargo é necessário ter ensino médio completo (antigo 2º grau). A taxa será de R$50. O último concurso do TJ/SP contou com um total de 233.434 inscritos, sendo 129.809 somente para unidades da 2ª a 10ª Região Administrativa.

blog

Outras Notícias