Central de Concursos
  • Publicado em 22/04/2019 12h05 - Atualizado em 22/04/2019 13h54
Na preparação para os concursos, surgem muitas dúvidas na cabeça dos candidatos. Uma das mais frequentes é: o que compensa mais – preparar-se para um concurso apenas ou ampliar o leque de opções, estudando para mais de um certame? A resposta a essa e a outras perguntas nem sempre é tão simples, pois depende de diversos fatores, principalmente do nível de conhecimento prévio do candidato e da maneira como ele tem se planejado para esse momento tão importante.
 
Gabriel Henrique, professor e diretor da Central de Concursos
 
No entanto, fizemos essa mesma pergunta para um especialista no assunto, Gabriel Henrique Pinto, professor e Diretor da Central de Concursos – empresa com 29 anos de trabalho no segmento de cursos preparatórios para concursos públicos, com sede em São Paulo. “A recomendação é focar a preparação em um único certame”, afirma.
 
Nessa entrevista ao caderno Classificados, Gabriel Henrique Pinto traz mais detalhes sobre o tema, que podem ajudar na sua preparação para a carreira pública.
 

Focar em um só concurso ou se preparar para mais de um certame ao mesmo tempo – como resolver essa questão? Muita gente passa por esse problema?

 
Muita gente pula de galho em galho quando se trata de preparação para concursos públicos, quer dizer, começa a estudar para um determinado concurso porque foi publicado o edital, não passa, e pula para outro concurso, também com edital já publicado, o resultado tende a ser o mesmo. Há também aqueles que se preparam a longo prazo para diversos concursos, mas salvo situações em que o conteúdo exigido nas provas é quase idêntico, a recomendação é focar a preparação em um único certame.
 

Na hora de optar por fazer um determinado concurso, que fatores são preponderantes para o candidato pensar, antes de tomar a decisão?

 
Há alguns fatores: 1. Se a atividade cotidiana do cargo parece agradável, ou ao menos factível, aos olhos do candidato, visto que a desempenhará por muito tempo; 2. Se a remuneração é suficiente para manter o padrão de vida desejado; e 3. Se o local de trabalho é acessível, considerando a si mesmo e a toda família, visto que o apoio familiar é imprescindível, e ninguém vai apoiar o concurseiro se isso significar mudar para uma localidade que não gostaria.
 

Focar em um só concurso – quais são as vantagens dessa decisão? Há desvantagens nessa decisão?

 
A principal vantagem é a de que o candidato aprenderá o conteúdo sob a ótica daquele concurso. Pode parecer estranho, mas o mesmo conteúdo é exigido de formas diferentes em provas diferentes. Então, estudar o conteúdo exato do edital, com questões elaboradas pela organizadora do concurso, é essencial para a aprovação. Não vejo desvantagens, porque nada impede, no caso de insucesso, de começar a preparação para outro concurso. Concurso é estudar até passar.
 

Da mesma forma, preparar-se para mais de um concurso – quais são as vantagens dessa decisão? Há desvantagens nisso?

 
Nos casos excepcionalíssimos em que o conteúdo exigido para duas provas é idêntico, a vantagem óbvia é que o candidato concorre em dois “fronts”, mas isso não quer dizer que ele tenha o dobro de chances. Se o candidato estiver preparado vai passar nas duas, se não estiver, não será aprovado em nenhuma.
 

Podemos afirmar que ter foco é uma postura que pode determinar o sucesso de um concurseiro?

 
Sim. Foco, determinação, motivação continuada. Pense em uma prova de concurso como uma competição de corrida ou natação. A preparação para a prova de nado costas é muito diferente da de nado peito, mas ambas são provas de natação. É necessário superar milhares de concorrentes em uma prova de concursos, não dá para se dar ao luxo de “perder tempo” se preparando para outra prova.
 
 
 

Leia também:
 

Vai prestar concurso? Conheça seis erros comuns e veja dicas para evitá-los

Leitura de edital determina planejamento de estudos

10 dicas para fazer uma boa prova

blog

Outras Notícias