Central de Concursos
  • Por: Folha Dirigida - Publicado em 09/02/2015 00h00
Pode ser publicado, já nos próximos dias, o edital do concurso para os níveis médio e superior na área de apoio da Defensoria Pública da União (DPU), segundo uma fonte ligada ao órgão. A informação sustentaria a previsão do defensor-geral da União, Haman Córdova que disse, em novembro passado, que o concurso sairia neste primeiro trimestre. Portanto, a hora é de acelerar os estudos para concorrer a uma das 60 vagas imediatas, anunciadas recentemente pela DPU, e ainda a um cadastro de reserva, contemplando as 56 defensorias implantadas em todos os estados do país. A seleção é uma das mais aguardadas deste ano, por proporcionar a estabilidade no emprego, em âmbito federal, e ganhos atraentes, sobretudo para o nível médio, que tem rendimentos iniciais de R$3.191,02, no cargo de agente administrativo.
 
Segundo a DPU, das 60 vagas imediatas, a maioria será destinada à essa função, o que aumenta a expectativa de uma grande disputa pelas vagas. Quem concluiu o ensino superior em qualquer área poderá concorrer ao cargo de analista técnico administrativo, e ainda nas especialidades: arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais e técnico em Comunicação Social (Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda), todos com ganhos iniciais de R$4.620,82. Os valores já incluem R$373 de auxílio-alimentação, também incluindo o auxílio.
 
Como estudar - Com a confirmação do Cespe/UnB como organizador do concurso, os futuros candidatos podem utilizar o edital da última seleção, feita em 2010 pelo mesmo instituto, como base de estudos. Na ocasião, foram propostas 80 questões, sendo 30 de conhecimentos básicos e 50 de específicos para todos, para serem respondidas em até quatro horas. Para agente, as disciplinas básicas foram Língua Portuguesa, Noções de Informática, Legislação relacionada à Defensoria Pública e Direitos Constitucional e Administrativo. Histórico de muitas contratações - A DPU tem como característica convocar um número bem maior de aprovados, além das vagas oferecidas. Naquele ano, por exemplo, foram abertas 311 vagas nas mesmas carreiras desta nova seleção, sendo que ocorreram 954 convocações, sendo 305 somente no cargo de agente administrativo, ou seja, três vezes mais do estipulado no edital.
 
As convocações do cadastro de reserva podem ainda ser maiores devido à meta de ampliação e interiorização dos serviços do órgão, que prevê, nos próximos oito anos, a abertura de 200 novas subseções judiciárias, cerca de 25 por ano. A abertura das novas defensorias e o quantitativo de vagas dependem de autorização legal e da disponibilidade orçamentária.
blog

Outras Notícias