• Publicado em 10/05/2016 13h43 - Atualizado em 10/05/2016 14h14
Concursos públicos no Estado de São Paulo
 
No dia 30 de abril, o Diário Oficial publicou um levantamento que compara a relação do déficit de funcionários na área pública entre os anos de 2014 e 2015, detectando um aumento de 3% no número de postos em aberto. O Governo do Estado de São Paulo registrou um total de 285.659 cargos vagos para preenchimento por meio de concurso público, mostrando um aumento de 8.853 vagas em relação ao ano anterior. A relação tem como base o dia 31 de dezembro de 2015.
 
Para realizar o levantamento, foram consultados 87 órgãos e autarquias. O número de vagas em aberto chega a 33% do quadro de servidores, que hoje conta com 864.277 vagas. Levando em conta alguns cargos de direção e funções comissionadas, o déficit sobre para 299.243, de um total de 902.603 posições existentes.
 

Concursos Educação

 
O setor com a maior carência em todo o Estado de São Paulo é o da educação, com um déficit de 117.297 servidores (um aumento de 3.000 vagas em relação ao ano anterior). Das vagas em aberto, 117.064 são da Secretaria da Educação e 233 da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE).
 
As funções de professor de educação básica I (37.615), professor de educação básica II (71.815) e de agente de organização escolar (6.336) são as carreiras que possuem os maiores déficits. Vale lembrar que o govenador Geraldo Alckmin já autorizou a realização de um concurso público para a ocupação temporária das vagas (leia mais).
 
Outro destaque da educação é o Centro Paula Souza, que conta com 12.517 postos vagos. A autarquia aguarda apenas a liberação do governo para realizar um processo seletivo.

 

Concursos Saúde

 
A segunda área com mais escassez de funcionários é a da saúde. São 66.206 oportunidades disponíveis, um acréscimo de 6% em comparação ao ano de 2014 devido ao fim da validade da autorização de contratações, que expirou em maio de 2015.
 
Os cargos desocupados são da Secretaria da Saúde (55.647), do Hospital das Clínicas de São Paulo (1.611), do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (1.579) e da Superintendência de controle de Epidemias (1.150). As outras vagas estão distribuídas entre a Fundação Oncocentro, a Fundação para o Remédio Popular, a Fundação Pró-sangue e o Hospital das Clínicas de Botucatu.
 

Concursos Segurança

 
A única área que contou com redução de postos vazios foi a da segurança, já que a Polícia Militar diminuiu o déficit de 7.646 em 2014 para 4.316 no ano passado. Em contrapartida, a Polícia Civil aumentou a carência: de 7.305 para 8.321.
 
Apesar da diminuição, o campo da segurança continua sendo o terceiro que mais têm vagas disponíveis. Em 2014 haviam 33.425 cargos vagos e, em 2015, foram registradas 31.512 oportunidades. 
 
Para a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) o número de vagas para concursos chegou a 11.949 este ano, com oportunidades para oficial administrativo (5.489), agente de segurança penitenciária (4.068) - que já conta com concurso autorizado -, agente de escolta e vigilância (3.879), soldado (1.491), investigador (2.851) e escrivão (2.108).
 

Outros casos

 
Alguns órgãos contam com todas as vagas do seu quadro geral de servidores em aberto. Um exemplo é a Agência Reguladora de Serviços de Transporte (Artesp), em que o total de vagas a serem preenchidas é de 322. O órgão está com previsão de realização do concurso público para o segundo semestre deste ano.
 
Outros exemplos são a Junta Comercial do estado de São Paulo (Jucesp), com 360 vagas, e a Faculdade de Medicina de Marília, com 300.
 

Outras Notícias