• Por: Yuri Salso - Publicado em 19/06/2017 17h13 - Atualizado em 19/06/2017 18h46
De acordo com apuração feita pela Folha Dirigida, com informações prestadas pelo Ministério do Planejamento, o pedido de novo concurso público da Receita Federal do Brasil (RFB) protocolado pelo Ministério da Fazenda no fim de maio é para 4.341 vagas. As oportunidades estão distribuídas entre cargos do próprio Ministério da Fazenda, assim como de órgãos vinculados, como Receita Federal, Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Superintendência de Seguros Privados (Susep) e Tesouro Nacional.
 

Concurso Receita Federal 2017/2018

 
Ainda de acordo com a Folha Dirigida, o pedido inclui oportunidades para os cargos de área fiscal da Receita Federal, sendo 630 para auditor-fiscal e 1.453 para analista-tributário. Ambos os postos exigem o nível superior em qualquer área de formação. Com o reajuste, as remunerações iniciais passam a ser de R$11.132,21 para analista e R$ 19.669,01 para auditor, incluindo o auxílio-alimentação de R$458 nos dois casos.
 

Área de apoio

 
O pedido para a área de apoio visa preencher o número de vagas desocupadas (SAIBA MAIS) nas funções de assistente técnico-administrativo (904) e analista técnico-administrativo (257). O cargo de assistente oferece ganhos iniciais de R$ 4.137,97 e pede o nível médio. Já o cargo de analista, de nível superior, oferece iniciais de R$ 5.490,09.
 

Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

 
No caso da CVM, foram solicitadas 82 vagas de agente executivo (nível médio e iniciais de R$ 6.800,15), 30 de analista e 16 de inspetor (ambos de nível superior, com iniciais de R$ 17.391,64).
 

Tesouro Nacional

 
O pedido conta com 70 vagas de técnico de finanças e controle (nível médio e remuneração inicial de R$ 6.882,57) e 30 de auditor de finanças e controle (nível superior e remuneração de R$ 17.391,64).

 

Superintendência de Seguros Privados (Susep)

 
Para a Susep, foram solicitadas 55 vagas para o cargo de analista técnico (nível superior e ganhos iniciais de R$ 17.391,64) e 240 vagas para o cargo de procurador da fazenda nacional (nível superior e ganhos de R$ 19.655,67).
 
Agora, a autorização de cada um dos concursos mencionados depende da análise do Ministério do Planejamento. As eventuais autorizações poderão ser concedidas até o fim deste ano ou ao longo de 2017.
 

Distribuição das 4.341 vagas

 
Auditor-fiscal da Receita Federal: 630
Analista-tributário da Receita Federal: 1.453
Auditor-federal de finanças e controle: 30
Técnico de finanças e controle: 70
Procurador da Fazenda: 240
ATA - NI: 904
ATA – NS: 257
Administrador: 11
Arquiteto: 12
Arquivista: 9
Bibliotecário: 12
Contador: 53
Engenheiro: 15
Enfermeiro: 5
Pedagogo: 6
Psicólogo: 6
Técnico em Comunicação Social: 22
Inspetor da CVM: 16
Analista da CVM: 30
Agente Executivo CVM: 82
Analista Técnico da SUSEP: 55
Especialista em Previdência Social da PREVIC: 48
Analista Administrativo da PREVIC: 23
Técnico Administrativo da PREVIC: 39
Atuário da PREVIC: 7
 
 
 
 
 
 

Outras Notícias