Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 30/05/2017 13h10 - Atualizado em 30/05/2017 16h51

data-cke-saved-src="/imagens/noticia/interna49.jpg"O Ministério da Fazenda (MF) confirmou que o pedido de novo concurso público da Receita Federal do Brasil (RFB) foi enviado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). Inclusive, na última quinta-feira, dia 25 de maio, a solicitação já foi cadastrada no órgão.

Apesar de possuir um deficit de 4 mil servidores, a solicitação precisou ser limitada aos cargos de assistente técnico-administrativo (ATA) e analista administrativo. De acordo com dados do MF do fim do mês de abril, há 904 vagas desocupadas na função de assistente e 257 de analista. Ainda não é possível afirmar se esse foi o quantitativo solicitado ao MPOG, pois novas desocupações podem ter ocorrido até a efetivação do pedido.

As carreiras de assistente e analistas pertencem ao quadro de pessoal do Ministério da Fazenda, que realiza a seleção e posteriormente direciona as vagas para seu próprio quadro e para a Receita Federal. A expectativa é que, se autorizado, o concurso tenha uma grande parte das oportunidades destinadas ao estado de São Paulo, que não foi contemplado na última seleção para os cargos administrativos.

 

Cargos e remunerações


A função de assistente técnico-administrativo (ATA) tem como exigência o nível médio de escolaridade. Os ganhos iniciais são de R$ 4.137,97, já considerando o vale-alimentação de R$ 458.

Profissionais com nível superior estão aptos ao cargo de analista administrativo. Os vencimentos iniciais são de R$ 5.490,09, valor que também já inclui o benefício do vale-alimentação.

 

Deficit de funcionários


O Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do Ministério da Fazenda (Sindfazenda), alerta que há urgência na realização do concurso Receita Federal, uma vez que cerca de 60% dos funcionários do órgão possuem condições de se aposentar, o que deverá se intensificar em 2018.

O aumento das aposentadorias no ano que vem ocorreria devido ao acréscimo do valor da gratificação de desempenho que os servidores poderão incorporar à aposentadoria, que passará de 67% para 84%.

 

Área Fiscal


Para as carreiras da área fiscal, que incluem os postos de auditor-fiscal e analista-tributário, ainda não há previsão de vagas, embora uma nova solicitação complementar possa ser encaminhada posteriormente. Os cargos contam com uma defasagem de mais de 20 mil servidores em relação ao quadro previsto em lei.

 

Último concurso Receita Federal


O último concurso para o cargo de assistente técnico-administrativo ocorreu em 2014. A prova objetiva contou com 70 questões sobre Língua Portuguesa (20), Matemática e Raciocínio Lógico (10), Conhecimentos de Informática (10), Atualidades (10), Gestão de Pessoas e Atendimento ao Público (05), Ética do Servidor na Administração Pública (05), Administração Pública Brasileira (05) e Regime Jurídico de Agentes Públicos (05). A banca organizadora foi a Esaf (Escola de Administração Fazendária).

Já no caso de analista técnico administrativo, a última seleção foi realizada em 2013, também pela Esaf. O processo seletivo foi feito por meio de duas provas objetivas, sendo uma sobre conhecimentos básicos e a outra sobre conhecimentos específicos.

A prova objetiva de conhecimentos básicos contou com 65 questões de Língua Portuguesa (15), Atualidades (10), Raciocínio Lógico Quantitativo (10), Direito Constitucional (10), Direito Administrativo (10) e Informática Básica (10).

Além das avaliações objetivas, os candidatos foram submetidos a uma prova discursiva.
 

blog

Outras Notícias