• Por: Folha Dirigida - Publicado em 27/02/2018 11h40 - Atualizado em 27/02/2018 16h08
Excelente notícia para quem sonha com o concurso PRF da área Administrativa. O diretor-geral da corporação, Renato Dias, anunciou que será encaminhado ao Ministério do Planejamento pedido para criação de 1.500 vagas no setor administrativo. A revelação foi feita na Assembleia Geral Extraordinária, em Brasília, na última quinta-feira, dia 22.
 
A Folha Dirigida apurou que essas vagas precisam ser criadas pois o Decreto nº 9.262 deste ano extinguiu os cargos vagos administrativos da PRF. Nesse mesmo pedido, a PRF solicitará a criação das 1.500 vagas e a abertura de concurso público. A distribuição das vagas pelos cargos ainda não foi revelada.
 
Diretor-geral da PRF, Renato Dias, anuncia pedido de criação de vagas administrativas para concurso PRF (Foto: FenaPRF)
 
Apesar disso, é muito provável que grande parte das 1.500 vagas seja destinada ao agente administrativo, que exige o nível médio e tem ganhos de R$4.270,77, já com o auxílio-alimentação de R$458.
 
O diretor-geral da PRF, Renato Dias, informou que acredita em um aval tendo em vista os elogios da Operação Égide, que reforça o combate ao tráfico de armas, drogas e produtos contrabandeados.
 
"Devido o êxito dessa operação, recebi elogios de todas partes, sejam de entidades e, até mesmo da cúpula do Congresso Nacional. E o argumento que tenho é: se com o que temos hoje nós apresentamos bons números, com um efetivo maior poderemos dobrar ou triplicar esses resultados", comentou o diretor-geral.
 
Leia também:
 
Presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Deolindo Carniel disse que está otimista pela aprovação das vagas e do concurso.
 
"Esperamos uma autorização o mais rápido possível, tendo em vista a possibilidade de a PRF entrar em colapso. Nós precisamos de servidores administrativos além dos policiais, que também sofrem com o déficit."
 

Medida Provisória deverá criar vagas

 
A expectativa da FenaPRF é que as 1.500 vagas administrativas sejam criadas por Medida Provisória. Isso porque, tão logo publicado, esse texto já vale como lei, embora necessite de apreciação futura da Câmara dos Deputados e do Senado Federal para se converter em lei ordinária.
 
Segundo o Congresso Nacional, o prazo inicial de vigência de uma Medida Provisória é de 60 dias, sendo prorrogado automaticamente por mais 60, caso não tenha sua votação concluída nas duas Casas Legislativa (Câmara e Senado).
 
Se a MP não for apreciada em até 45 dias, contados da sua publicação, entra em regime de urgência, sobrestando todas as demais deliberações legislativas da Casa em que estiver tramitando.
 

Diretor-geral destaca importância do concurso PRF para policiais

 
O diretor-geral da PRF, Renato Dias, também comentou a importância de o Ministério do Planejamento autorizar o concurso PRF para policiais. O titular da corporação preocupa-se com as aposentadorias previstas.
 
Leia também:
 
"Se não houver uma recomposição dos quase três mil cargos vagos e a expectativa de quase dois mil aposentados, 124 postos poderão ser fechados. Isso pode servir de argumento para os concursos", comentou.
 
Uma autorização para o concurso Polícia Rodoviária é fundamental, tendo em vista as aposentadorias na corporação. Somente no ano passado, 373 servidores deixaram a PRF.
 
Pior do que isso são as previsões de novas saídas. Segundo a corporação, mais 3.227 profissionais poderão se aposentar este ano.
 
Com o objetivo de reforçar a fiscalização e o policiamento ostensivo nas rodovias federais, é possível que o concurso PRF seja uma das prioridades do governo.
 
No total, estão previstas 27.988 vagas em concursos federais, sendo 20.298 no Poder Executivo, do qual a PRF faz parte. Além disso, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou que os concursos voltarão a acontecer este ano, para áreas prioritárias.
 

Concurso PRF proporciona ganhos de R$9.501

 
Por conta da situação de pessoal, a PRF solicitou 2.778 vagas ao Ministério do Planejamento. A carreira proporciona remuneração de R$9.501,98 e é destinada a graduados em qualquer área. Os candidatos devem ter ainda de 18 a 65 anos e carteira de habilitação na categoria B ou superior. O auxílio-alimentação, de R$458, já está somado no valor.
 

Último concurso PRF para administrativos aconteceu em 2012

 
O último concurso PRF para profissionais técnicos administrativos aconteceu em 2012. À época, foram oferecidas 71 vagas, sendo 67 para agente administrativo.
 
Este cargo é destinado a quem possui o nível médio e tem ganhos de R$4.270.77, já com o auxílio-alimentação de R$458. Houve ainda três vagas de técnico em assuntos educacionais e uma de técnico de nível superior. A organização da seleção foi do Cespe/UnB (antigo Cebraspe).
 
Em 2012, os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva e investigação social. Na objetiva foram 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. As disciplinas básicas do agente foram Língua Porguesa, Ética e Conduta Pública, Noções de Informática, Legislação Relativa à PRF e Noções de Matemática.
 
Na parte específica, as matérias foram Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo e Noções de Estatística. Foram aprovados os candidatos que conseguiram pelo menos dez pontos em Conhecimentos Básicos, 21 em Conhecimentos Específicos e 36 na soma das duas provas.
 

Outras Notícias