Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 04/06/2019 09h37 - Atualizado em 05/06/2019 07h27
Ótima notícia para quem deseja ingressar na área de segurança pública. O governador de São Paulo, João Doria, autorizou a realização de um novo concurso público para preenchimento de 2.939 vagas na Polícia Civil do Estado. O despacho de autorização do concurso PC-SP 2019 foi publicado no Diário Oficial nesta terça-feira, 4 de junho.


Do total de vagas ofertadas, 1.600 são para o cargo de escrivão de polícia, 900 para investigador de polícia, 250 para delegado de polícia e 189 para médico legista, todos destinados a quem possui formação de nível superior.

Para as carreiras de escrivão e investigador, que exigem ensino superior em qualquer área, a remuneração inicial é de R$ 4.435,62, valor composto pelo salário básico de R$ 3.743,98 e adicional de insalubridade de R$ 691,64. No caso de médico legista (nível superior em Medicina), os ganhos iniciais são de R$ 8.207,66, considerando o salário de R$ 7.516,02 e o adicional. Para a carreira de delegado (nível superior em Direito e dois anos de atividade jurídica ou dois anos de efetivo exercício em cargo de natureza policial, o inicial é de R$ 10.579,71, considerando salário de R$ 9.888,07 mais o adicional.

A autorização prevê que as vagas sejam preenchidas em 2020, o que indica que as próximas etapas do concurso PC-SP 2019, como formação das comissões, definição da banca organizadora e publicação do edital de abertura, aconteçam no decorrer do segundo semestre deste ano.

Último concurso PC-SP foi realizado em 2018


Realizado no ano passado, o último concurso Polícia Civil SP teve a Fundação Vunesp como banca organizadora e contou com 2.750 vagas, sendo 1.100 para cargos de nível médio e 1.650 para carreiras de nível superior.

Para candidatos com ensino médio de escolaridade, as ofertas foram para as carreiras de agente de telecomunicações (300 vagas), agente de polícia (400), papiloscopista policial (200) e auxiliar de papiloscopista (200). Já para os postos que exigem nível superior as oportunidades foram divididas entre os cargos de investigador de polícia (600), escrivão de polícia (800) e delegado de polícia (250).

Os concursos PC-SP costumam contar com cinco fases, incluindo prova objetiva, prova escrita, comprovação de idoneidade e investigação social, prova oral e análise de títulos.

Confira as disciplinas que foram cobradas nas provas objetivas de cada cargo no último concurso, todas elas com 100 questões de múltipla escolha:

Escrivão

36 de Língua Portuguesa, 30 de Noções de Direito, 16 de Noções de Informática e 18 de Noções de Criminologia, Noções de Lógica e Atualidades.

Investigador

30 de Língua Portuguesa, 30 de Noções de Direito, 10 de Noções de Criminologia, 10 de Noções de Lógica, 10 de Noções de Informática e 10 de Atualidades.

Delegado

14 de Direito Penal, 14 de Direito Processual Penal, 14 de Legislação Especial, 14 de Direito Constitucional, 14 de Direitos Humanos, 14 de Direito Administrativo e 16 de Direito Civil, Medicina Legal e Noções de Informática.

Médico Legista (último concurso em 2013, também realizado pela Vunesp)

10 de Língua Portuguesa, 10 de Noções de Direito, 10 de Criminologia, 5 de Noções de Lógica, 5 de Noções de Informática e 60 de Conhecimentos Específicos.


LEIA TAMBÉM

blog

Apostilas

Outras Notícias