Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 27/01/2020 17h09 - Atualizado em 27/01/2020 18h18
Assessoria confirma perspectiva da realização de um novo concurso MPU (Ministério Público da União) em 2020

Existe a possibilidade do Ministério Público da União (MPU) realizar um novo concurso público em 2020. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Procuradoria-Geral da República.

Em nota enviada ao jornal Folha Dirigida, a assessoria do órgão afirmou que a meta do novo concurso MPU é repor as vagas originárias de aposentadorias, que aumentaram após a aprovação da Reforma da Previdência.

“Há, sim, uma perspectiva de que seja realizado concurso para servidores ainda em 2020. Essa informação já foi oficializada pela Secretaria-Geral do Ministério Público da União. O objetivo é repor vagas originárias, sobretudo, de aposentadorias, que aumentaram após a Reforma da Previdência. Embora as providências para que os concursos possam ser realizados já estejam sendo tomadas, não é possível – neste momento – apontar a quantidade bem como a distribuição das vagas existentes”, consta em nota enviada.

Vale lembrar que o MPU ainda possui um concurso em andamento para os cargos de técnico administrativo e analista em Direito, cujo edital foi publicado em 2018 e o resultado final está válido até 2021, com possibilidade de ser prorrogado por mais dois anos. Portanto, o mais provável é que o próximo concurso MPU não contemple essas carreiras.
 

Último concurso MPU foi realizado em 2018


O último concurso do Ministério Público da União teve o edital publicado no dia 22 de agosto de 2018. Na oportunidade, foram ofertadas 47 vagas para preenchimento imediato, sendo 11 para o cargo de técnico administrativo e 36 para analista em Direito, além da formação de cadastro reserva.

O cargo de técnico tem como exigência o nível médio e oferece vencimentos iniciais de R$ 7.772,80, valor que inclui R$ 910,08 de auxílio-alimentação. A carreira de analista requer o nível superior na área e conta com ganhos de R$ 12.169,89, que também já inclui o benefício. A carga de trabalho para os dois cargos é de 40 horas semanais.

Todos os candidatos realizaram uma prova objetiva, que foi aplicado em todos os 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, e contou com 120 questões de múltipla escolha, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos.
 
Apenas os concorrentes ao cargo de analista em Direito também realizaram uma prova discursiva, que foi aplicada no mesmo dia da prova objetiva.

LEIA TAMBÉM:


blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias