Central de Concursos
  • Publicado em 02/02/2016 17h47
O Ministério Público do Estado de São Paulo publicou nesta terça-feira, dia 2, os gabaritos oficiais do concurso público para oficial de promotoria I (clique aqui e confira).  Os cadernos de prova também estão disponíveis para consulta no site da Fundação Vunesp, organizadora da seleção. Os interessados em interpor recurso contra o gabarito podem fazer a solicitação na página do concurso nos próximos dias 3 e 4 (quarta e quinta-feira). 
 
A equipe pedagógica da Central de Concursos elaborou um recurso com pedido de anulação da questão 54 da prova objetiva (versão 2):
 
54. Jaqueline foi intimada para aditar sua petição inicial em 10 dias, sob pena de extinção do processo. Diante dessa hipótese, é correto afirmar que
 
(A) se não houvesse prazo legal ou judicial determinado para que Jaqueline fizesse o aditamento, a lei determina que seja cumprido o ato em 15 dias.
(B) se o prazo fatal para cumprir tal determinação recair em um feriado, Jaqueline deverá realizar tal ato no dia útil anterior a essa data.
(C) no caso em apreço, por se tratar de um prazo peremptório, não há possibilidade de dilação do interregno para cumprimento de tal ato por vontade das partes.
(D) tal prazo será interrompido caso sobrevenha em seu curso a morte de Jaqueline.
(E) o prazo determinado deverá ser contado em dias úteis, dentro da sistemática processual em vigor.
 
A questão deve ser anulada pois aborda os artigos 282 e 283 do CPC que trata expressamente do prazo para emenda da inicial e estes artigos não constam no edital.
 
O exame contou com 80 questões de múltipla escolha, divididas entre as disciplinas de Língua Portuguesa (35 questões), Noções de Direito (20), Matemática e Raciocínio Lógico (15) e Atualidades (10). A etapa tem caráter eliminatório e classificatório e será avaliada em uma escala de 0 a 100 pontos. A pontuação será obtida por uma fórmula que multiplica o número de acertos por 100 e divide pelo número total de questões (80). Para ser considerado aprovado na prova objetiva é necessário atingir no mínimo 50 pontos.
 
Serão convocados para a segunda fase, correspondente à prova de digitação, os 3.685 melhores colocados da lista geral, além de todos os candidatos portadores de deficiência habilitados. Nesta etapa os candidatos terão 11 minutos para copiar um texto de 1.800 caracteres em um computador do tipo PC. Para cada erro de digitação cometido pelo candidato serão descontados 0,05 pontos. A prova vale dez pontos no total, sendo necessário atingir ao menos cinco para ser aprovado.
 
A nota final do concurso será a nota obtida na prova objetiva, tendo em vista que a digitação só terá caráter eliminatório. Os critérios de desempate do concurso serão nesta ordem: maior número de acertos em Língua Portuguesa, acertos em Noções de Direito, acertos em Matemática, acertos em Atualidades, maior número de filhos menores de 18 anos, mais idoso (entre 18 e 60 anos), e exercício comprovado da função de jurado.
 
A carreira de oficial de promotoria I exige apenas nível médio completo e conta com remuneração inicial de R$ 5.044,80 para carga horária de 40 horas semanais.
 
Clique aqui e confira o edital.
 
 
blog

Outras Notícias