Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 26/11/2020 12h08 - Atualizado em 26/11/2020 13h27
Foto: Divulgação

O novo concurso Ministério da Economia, autorizado em 6 de outubro, já conta com comissão formada. Os nomes dos membros que farão parte do grupo foram divulgados por meio de publicação no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 26 de novembro. Uma vez formado o grupo, o próximo passo é definir a banca organizadora. 

De acordo com a autorização, o edital de abertura de inscrições deve ser publicado até 6 de abril de 2021. Porém, normalmente os editais de processos seletivos para temporários são liberados em um prazo menor que o limite estabelecido pela autorização. Além disso, o novo documento estabelece um prazo de 90 dias para que a comissão conclua seus trabalhos, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período.

LEIA TAMBÉM:


Ao todo serão oferecidas 100 vagas, para preenchimento em caráter temporário, para cargos com exigência de nível superior. Ainda será confirmado se haverá necessidade de formação específica para algum cargo. As remunerações iniciais devem variar de R$ 3.800 a R$ 6.130. 

Do total de postos autorizados, 48 são para o cargo de analista de prestação de contas, 4 para coordenador de análise de prestação de contas, 8 para agente de apoio de prestação de contas e 40 para analista de instauração de tomada de contas. As remunerações iniciais devem ser de R$ 3.800 para os analistas e R$ 6.130 para agente e coordenador. 

A comissão do concurso será a seguinte:

Art. 2º Ficam designados como membros da Comissão Especial os seguintes servidores:

• I - Representante da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia:

a) Denise Gomes dos Santos Barbosa Medeiros - Assistente da Subsecretaria de Supervisão e Estratégia (SUPE) - matrícula 1221224 - titular; e
b) Henrique Eduardo Medeiros Aquino - Assessor da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego (SPPE) - matrícula 1741884 - suplente;

• II - Representante da Coordenação-Geral de Desenvolvimento e Movimentação de Pessoal da Diretoria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Gestão Corporativa da Secretaria Executiva do Ministério da Economia (CGDEP/DGP/SGC):

a) Rodrigo de Oliveira Alves - Coordenador-Geral de Desenvolvimento e Movimentação de Pessoal - matrícula 1808731 - titular; e
b) Daniel Pires de Castro - Coordenador de Provimento e Dimensionamento de Pessoas - matrícula 1750497 - suplente; e

• III - Representante da Coordenação-Geral de Legislação de Pessoal da Diretoria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Gestão Corporativa da Secretaria Executiva do Ministério da Economia (CGLEJ/DGP/SGC):
a) Iris Francisca Alves de Sousa - Chefe da Divisão de Normas, Direitos e Deveres de Pessoal - matrícula 1161699 - titular; e
b) Débora Ribeiro Martins - Agente Administrativo - matrícula 1182305 - suplente.

Art. 3º A Comissão Especial será presidida e coordenada pelo representante da CGDEP/DGP/SGC.

De acordo com a autorização, a duração dos contratos será de até quatro anos.

Concurso Ministério da Economia: saiba como foi a última seleção

O último concurso Ministério da Economia para contratações temporárias ocorreu em 2020. Na verdade, foram dois processos seletivos realizados neste ano.  

O primeiro contou com uma oferta de 350 vagas, com oportunidades em cargos de nível superior, para atuação em projetos de transformação digital em serviços públicos.

Já um segundo edital contou com mais 39 vagas, com oportunidades para profissionais graduados em direito (37) e arquivologia (2), com salário inicial de R$ 6.130. 

Resumo do Concurso Ministério da Economia - temporários

Ministério da Economia
Vagas: 100
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Analista, Coordenador
Áreas de Atuação: Administrativa
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3.800,00 Até R$ 6.130,00

*Com informações do JC Concursos
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias