Central de Concursos
  • Publicado em 11/03/2016 10h30
Com o edital publicado no fim do ano passado, o concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) entra agora na reta final. No total, serão ofertadas 950 vagas, sendo 800 para Técnico do Seguro Social (nível médio) e 150 para Analista do Seguro Social (nível superior, com graduação em Serviço Social). A remuneração inicial é de R$5.344,87 para técnico e R$7.954,09 para analista.
 
Leia mais:
 
Para quem quer concorrer a uma das vagas, ainda dá tempo de se preparar. Viviane Rocha, professora de Técnicas de Estudo na Central de Concursos, elaborou um material com dicas preciosas para quem está iniciando agora a preparação. Confira abaixo o texto da professora na íntegra:
 
Essas dicas são para todos que desejam fazer parte do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), órgão que está com edital publicado e data de prova definida. As avaliações, com duração de 3h30min, serão no dia 15/05 e ocorrerão no turno da manhã para analista e da tarde para técnico.
 
O tempo para prova é razoável e um bom planejamento pode ajudar a iniciar ou intensificar os estudos nesse período de dois meses.
 
Algumas informações são fundamentais para que você monte seu plano de estudos. Dentre elas, destaco algumas:
 
a) quais disciplinas e quantidade de itens serão cobrados na prova?
A prova objetiva será composta por 120 itens: 50 itens de Conhecimentos Gerais (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Informática e Noções de Direito Constitucional e Direito Administrativo) e 70 itens de Conhecimentos Específicos (Direito Previdenciário).
 
b) quais são os dados mais importantes do edital e da organizadora do concurso?
A organizadora é o Cebraspe, mais conhecida como CESPE/UnB, e você deverá julgar cada um dos 120 itens como “CERTO e ERRADO”, como é praxe nas provas dessa organizadora.
 A prova funciona assim: cada item assinalado em conformidade com o gabarito oficial valerá um ponto positivo e cada item assinalado em não conformidade com o gabarito oficial valerá um ponto negativo. Caso você não tenha certeza da resposta de algum item poderá deixá-lo em branco, assim, não contará nem positivo nem negativo na contagem dos seus pontos.
 
Muito importante lembrar: a prova vale 120 pontos e, para ser aprovado, o candidato precisará fazer pelo menos 10 pontos na prova de conhecimentos básicos, 21 pontos na prova objetiva de conhecimentos específicos e, ainda, 36 pontos na somatória das duas provas.
 
Os aprovados dentro da quantidade de vagas informada no edital têm a nomeação garantida, durante o prazo de validade do concurso, que é de 1 ano, podendo ser prorrogado uma vez por mais 1 ano. 
 
Temos pouco mais de 2 meses até a data da prova e você já relacionou algumas informações importantes para organizar seus estudos. Agora vou dar algumas sugestões de planejamento:
 
1. Prepare um quadro e faça um calendário onde seja possível relacionar todos os dias, inclusive finais de semana e feriados, de hoje até a data da prova, para que você marque e organize, mais facilmente, suas atividades fixas (trabalho, lazer, atividades físicas, etc), seus horários de estudos (aulas, estudo em casa, revisão, simulados) e eventuais compromissos. Vale lembrar que devem ser respeitados os horários de sono, alimentação e os intervalos durante o estudo para que esse estudo resulte em aprendizado.
 
2. Rotina de estudos: você deverá, de acordo com sua realidade, separar tempo para o estudo da teoria, resolução de questões e de provas anteriores de todos os conteúdos que versarão sua prova. Relacione as disciplinas, adquira um material teórico de qualidade e comece a estudar, seguindo seu planejamento. 
 
O planejamento do estudo deve ser feito de forma objetiva. Não adianta uma programação que estabeleça uma quantidade de “x” horas de estudo diário, se você não possui esse tempo disponível. Por isso, no planejamento, o primeiro passo é definir claramente o tempo que será utilizado para o estudo.
 
Caso você esteja iniciando seus estudos, essa nova rotina deve acontecer de forma gradual: comece com turnos de 30 minutos de estudo e 15 minutos de descanso, o próximo poderá ser de 01 hora de estudo e 15 minutos de descanso. Aumente a quantidade de horas que você estuda, até chegar ao que foi planejado inicialmente e assim você conseguirá manter seu foco e rendimento até o dia da prova, pois seu organismo terá sido preparado para a nova maratona de estudos.
 
3. Inicie sua preparação pelas matérias consideradas mais básicas como português, até porque ajudam a compreender outras disciplinas e alterne o estudo de matérias teóricas, que demandam mais leitura, com o estudo de matérias exatas, como raciocínio lógico. 
 
4. Divida os horários e disciplinas de forma que você consiga estudar e/ou repassar todas as disciplinas semanalmente ou quinzenalmente, reservando mais tempo para as mais longas, mais difíceis ou com maior quantidade de itens no concurso, como é o caso de Direito Previdenciário.
 
5. Resolução de Exercícios e fixação de conceitos: você potencializará sua preparação incluindo resolução de exercícios em sua rotina de estudos, ou seja, estude a teoria memorizando conceitos, regras e dados importantes e resolva o máximo de exercícios que você conseguir. Segundo alguns professores, os exercícios são a forma rápida para a assimilação da matéria estudada e permitindo que você avalie sua evolução (percentual de acertos) no tema estudado.
 
6. Estratégia de resolução de prova: mantenha a calma, você terá que responder 120 itens (50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos) no dia 15/05, durante 3h30, no período da tarde. Você estudou durante esses três meses e sabe quais disciplinas seu rendimento está maior, comece pelas que você considere mais fáceis e/ou que você se sente mais seguro, com conteúdo bem assimilado, assim você manterá sua motivação e o seu entusiasmo para terminar a prova com sucesso.
 
7. Controle o tempo: além de analisar e responder os 120 itens em 210 minutos você ainda tem que passar o gabarito. Faça durante sua preparação simulações que te remetam a esse contexto, você perceberá quanto tempo precisa para cada uma das etapas de sua prova, ou seja, resolver as questões e passar o gabarito.
 
Muitas pessoas ficam assustadas com o estilo dessa banca. Você não precisa e não deve entrar em pânico. Estude a teoria, faça exercícios e resolva questões de concursos anteriores que foram organizados pelo CESPE/UnB, assim você acostumará ao estilo “CERTO e ERRADO” e eliminará possíveis dúvidas de interpretação antes da sua prova.
 
Não esqueça de algo importante: comemore cada uma de suas vitórias, comemore a absorção dos conteúdos, comemore o aumento nos números de acertos nas disciplinas. Enfim, comemore a evolução de seu aprendizado rumo à realização do sonho de se tornar um funcionário público.
 
 
 
 
blog

Outras Notícias