Central de Concursos
  • Por: JCConcursos - Publicado em 09/12/2014 00h00

Quem deseja ingressar no quadro de pessoal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve aproveitar o tempo para intensificar os estudos. O órgão ainda depende da autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para realizar o concurso com 4.730 vagas de níveis médio e superior.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Gestão Pública (Segep), que pertence ao MPOG, o aval do processo seletivo só poderá ser concedido após a aprovação do Projeto de Lei Orçamentária para 2015 no Congresso Nacional, pois, antes disso, o Planejamento não pode liberar nenhuma autorização. O documento irá para votação após 10 de dezembro, que é a data limite para que a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) encaminhe um parecer do relatório ao Congresso. Ainda não há data marcada para a votação, que pode ocorrer em dezembro ou, no mais tardar, no início de 2015.

 

Com relação ao pedido encaminhado ao MPOG, na última segunda-feira, houve notícia que ele chegou a avançar no Planejamento, mas, que no dia 28 do mesmo mês retornou ao Ministério da Previdência Social. O Planejamento não divulgou o motivo exato, entretanto, informou que, normalmente, isso ocorre para que o órgão faça alguns reajustes na solicitação e reencaminhe novamente ao Ministério do Planejamento.

 

O diretor de gestão de pessoas do INSS, José Nunes Filho, apontou que o órgão tem, em média, uma carência de 1.800 servidores. Já o diretor de organização da CNTSS (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social), Raimundo Cintra, e o diretor da Condsef (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal), Rogério Expedito, dizem que o número pode chegar a 18.000, se acrescentados os funcionários que estão prestes a ser aposentar.

blog

Outras Notícias