Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 18/10/2021 10h49 - Atualizado em 18/10/2021 11h53
Foto: Divulgação

Novamente por meio das redes sociais, o ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, falou a respeito da previsão de lançamento do edital do concurso CGU com 375 vagas. Segundo ele, o órgão está trabalhando para torná-lo acessível até o dia 30 de novembro. Ainda resta ao órgão contratar uma banca organizadora, que será responsável pela divulgação do edital e aberturas das inscrições.

Com relação à previsão das provas, Rosário mantém a pretensão de realizá-las no início de fevereiro, porém, declarou que ainda não tem como precisar uma data. Ele prometeu avaliar a possibilidade de aplicar as provas em todas as capitais do país, mesmo que as oportunidades do próximo concurso sejam destinadas ao Distrito Federal e aos sete estados da Região Norte.

O concurso CGU, que foi autorizado pelo Ministério da Economia em 27 de junho, terá oferta de 75 vagas de técnico federal de finanças e controle e 300 de auditor federal de finanças e controle.

A carreira de técnico federal de finanças, com remuneração inicial de R$ 7.283,31, exige somente o ensino médio. Já o cargo de auditor fiscal de finanças e controle, com ganhos de R$ 19.197,06, exige nível superior ou habilitação legal equivalente, nas áreas de Auditoria, Fiscalização, Tecnologia da Informação, Finanças, Contabilidade Pública e Direito. As contratações ocorrerão pelo regime estatutário, que assegura estabilidade.

Confira detalhes do concurso CGU 

De acordo com o projeto básico do concurso CGU, os candidatos às vagas de auditor e técnico federal passarão por quatro etapas de avaliação, dependendo da condição em que estiverem inscritos:

• 1º etapa: Provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório;
• 2º etapa: Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
• 3º etapa: perícia médica, exclusiva para candidatos que se declararem com deficiência, de caráter unicamente eliminatório, a fim de verificar a deficiência declarada no ato de inscrição, bem como a compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência apresentada pelos candidatos;
• 4º etapa: procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros, de caráter unicamente eliminatório.

O projeto básico não dá detalhes de como as provas objetivas serão aplicadas. Nesse momento, a CGU trabalha com duas possibilidades de formato dos exames:

• 1 – prova contendo 120 questões, com assertivas Certo/Errado;
• 2 – prova contendo 70 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas.

A escolha do formato de prova dependerá do perfil da banca escolhida pelo órgão. Se caso, por exemplo, o Cebraspe vier a se candidatar e vença o processo licitatório, é muito provável que a primeira opção seja a escolhida, já que é o modelo tradicional de provas elaborado pelo Cebraspe.

As disciplinas a serem cobrado também deverão ser definidas futuramente. Mas quem necessita se preparar com antecedência, vale a pena conferir o que foi cobrado nos concursos anteriores para técnico e auditor da CGU:

Provas do último concurso para auditor (2012)

• Conhecimentos Básicos: Português, Inglês, Espanhol, Raciocínio Lógico Quantitativo e Administração Pública;
• Conhecimentos Específicos Comuns a todas as áreas: Direito Constitucional, Direito Administrativo e Administração Financeira e Orçamentária;
• Conhecimentos Específicos por áreas específicas (disciplinas variam): Geral; Administrativa; Prevenção da Corrupção e Ouvidoria; Tecnologia da Informação / Infraestrutura de TI; Tecnologia da Informação/Desenvolvimento de Sistemas da Informação; Correição; e Comunicação Social.

Provas do último concurso para técnico (2008)

• Conhecimentos Básicos: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Quantitativo e Informática;
• Conhecimentos Específicos: Direito Constitucional, Matemática, Língua Inglesa ou Língua Espanhola, Legislação Aplicada à CGU e Regime Jurídico dos Servidores Públicos.

Na prova discursiva, por sua vez, os candidatos já sabem o formato que será utilizado na próxima seleção:

Para técnico: redação dissertativa de até 30 linhas sobre algum tema da atualidade.
Para auditor: resposta a temas relacionados aos conhecimentos específicos da prova objetiva, sendo: uma dissertação ou uma peça técnica, para resposta de até 90 linhas; e duas questões para responder em até 15 linhas cada.

Ficha Técnica Concurso CGU

Órgão: CGU - Controladoria-Geral da União
Status: Concurso autorizado
Vagas: 375
Cargos: Técnico Federal e Auditor Federal
Áreas de atuação: Administrativa e Fiscal
Escolaridade: Ensino Médio e Ensino Superior
Remuneração: até R$ 19.197,06
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias