Central de Concursos
  • Por: Redação - Publicado em 16/03/2022 10h51 - Atualizado em 16/03/2022 11h55
Concurso CGU preencherá 375 vagas (Foto: Divulgação)

Os 65.579 inscritos no concurso CGU (Controladoria-Geral da União) para 375 vagas já podem conferir os locais onde prestarão as provas objetivas marcadas para este domingo, dia 20 de março.

Basta acessar o site da Fundação Getúlio Vargas, organizadora do certame, clicar no link “Consulta ao Local de Prova” e, depois, informar o número do CPF. O candidato saberá o endereço exato do seu local de prova, o número da sala, bloco, número de carteira, bem como o horário de realização das provas. 

Como as provas serão aplicadas em dois turnos, iniciando-se às 8h da manhã (Horário Oficial de Brasília), é de crucial importância que o candidato inscrito chegue com o máximo de antecedência possível para não perder a prova em função de atrasos.

Pela manhã, das 8h às 12h30, os candidatos a técnico e auditor da CGU terão de responder a questões de Conhecimentos Básicos na parte objetiva e passarão pela prova discursiva.

Já no período da tarde, das 15h às19h, a FGV aplicará as provas objetivas de Conhecimentos Específicos e de Conhecimentos Especializados somente para os candidatos a auditor de finanças e controle.

A questão do horário das provas é algo a se atentar, já que a banca seguirá o horário oficial de Brasília e os exames serão aplicados nas sete capitais da Região Norte, onde há o fuso horário de uma hora a menos em relação à capital federal (em Rio Branco, no Acre, o fuso é de duas horas a menos que o Horário de Brasília).

Além das cidades da Região Norte, onde os futuros profissionais serão lotados, as provas deste domingo também serão aplicadas em Brasília, outro local de atuação dos novos servidores da CGU, e nas cidades de Porto Alegre, Recife e São Paulo, que representam, respectivamente, as regiões Sul, Nordeste e Sudeste.

LEIA TAMBÉM:

Estrutura das provas para técnicos

A carreira de técnico federal de finanças e controle, destinado a quem possui nível médio de escolaridade, registrou um total de 31.830 inscritos. Os candidatos que dentro desse contingente não se ausentarem dos exames objetivos terão de responder a 80 questões de múltipla escolha, sendo 30 de Conhecimentos Básicos e 50 de Conhecimentos Específicos nas seguintes disciplinas:

• Conhecimentos Básicos: 15 questões de Língua Portuguesa, cinco de Língua Inglesa, cinco de Raciocínio Lógico-Quantitativo, cinco de Noções de Tecnologia da Informação;
• Conhecimentos Específicos: 10 de Noções de Direito Constitucional, 10 de Noções de Direito Administrativo, 10 de Noções de Administração Financeira e Orçamentária, 10 de Noções de Administração Geral, 10 de Controladoria-Geral da União (organização, competências e sistemas estruturantes).

No mesmo dia, os concorrentes terão de produzir uma redação de até 30 linhas sobre algum tema da atualidade, podendo atingir até 30 pontos.

Estrutura das provas de analista

Já para os 33.749 inscritos no cargo de auditor federal de finanças e controle da CGU, as provas objetivas trarão um número mais elevado que questões – 110. Dentro desse número, 30 abordarão conhecimentos básicos, 40 de conhecimentos específicos e outras 40 para disciplinas de conhecimentos especializados que variam de acordo com a área de atuação desse profissional de nível superior. Veja abaixo:

• Conhecimentos Básicos: 15 de Língua Portuguesa, cinco de Língua Inglesa, 10 de Administração Pública e Políticas Públicas;
• Conhecimentos Específicos: 10 de Direito Constitucional, 14 de Direito Administrativo, cinco de Administração Financeira e Orçamentária, seis de Fundamentos de Auditoria Governamental e cinco de Controladoria-Geral da União (organização, competências e sistemas estruturantes).

Conhecimentos Especializados para auditores

• Área de Auditoria e Fiscalização: 10 questões de Auditoria Governamental e Controle Interno, 10 de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, 10 de Avaliação de Políticas Públicas e mais 10 de Finanças Públicas;
• Área Correição e Combate à Corrupção: 16 questões de Direito Administrativo Sancionador, oito de Direito Civil e Processual Civil, oito de Direito Penal e Processual Penal e oito de Direito Empresarial.
• Área de Tecnologia da Informação: oito questões de Ciência de Dados, oito de Desenvolvimento de Sistemas, oito de Bancos de Dados, oito de Infraestrutura Tecnológica e oito de Segurança da Informação;
• Área de Contabilidade Pública e Finanças: 10 questões de Auditoria Governamental, 10 de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, cinco de Análise de Demonstrações Financeiras, cinco de Estatística e 10 de Finanças.

Na parte discursiva, os candidatos a auditor terão de produzir uma dissertação, de até 90 linhas, valendo 50 pontos, e uma questão, de até 15 linhas, com pontuação máxima de 20 pontos. Ambas as provas versarão sobre temas relacionados a Administração Pública, Direito Constitucional, Direito Administrativo ou Administração Financeira e Orçamentária.

O que é preciso para ser aprovado no Concurso CGU?

Para que um candidato a técnico conquiste uma das 75 vagas oferecidas para essa função, é necessário que ele atinja os seguintes índices:

• Nota igual ou superior a 12 pontos na Prova Objetiva de Conhecimentos Básicos;
• Nota igual ou superior a 18 pontos na Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos;
• Nota igual ou superior a 40 pontos na soma das notas das duas provas objetivas acima mencionadas;
• Ou Classificar-se além da posição correspondente a três vezes o número de vagas, respeitados os empates na última colocação para esse cargo.

Também não se pode vacilar na prova objetiva para o cargo de auditor, mesmo com a oferta expressiva de 300 vagas. Veja abaixo a pontuação necessária para sonhar com uma vaga na CGU:

• Nota igual ou superior a 12 pontos na Prova Objetiva de Conhecimentos Básicos;
• Nota igual ou superior a 16 pontos na Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos;
• Nota igual ou superior a 16 pontos na Prova Objetiva de Conhecimentos Especializados;
• Nota igual ou superior a 60 pontos na soma das notas das três provas objetivas;
• Ou classificar-se além da posição correspondente a três vezes o número de vagas, respeitados os empates na última colocação.

O gabarito preliminar das provas objetivas deverá ser divulgado pela FGV na semana pós provas. A remuneração oferecida para um técnico será de R$7.283,31, enquanto o auditor receberá R$19.655,06 mensais. A jornada de trabalho será de 40 horas semanais e as contratações ocorrerão pelo regime estatutário.

Ficha Técnica Concurso CGU

Órgão: CGU - Controladoria-Geral da União
Status: Em andamento
Vagas: 375
Cargos: Técnico Federal e Auditor de Finanças e Controle
Áreas de atuação: Administrativa e Fiscal
Escolaridade: Ensino Médio e Ensino Superior
Remuneração: até R$ 19.197,06
Banca organizadora: FGV
Provas: 20 de março de 2022
Estados com vagas: Distrito Federal, Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Tocantins, Rondônia e Roraima
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias