Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 04/01/2022 11h27 - Atualizado em 04/01/2022 12h33
Concurso CGU (Foto: Divulgação)

Estão abertas as inscrições no concurso CGU (Controladoria-Geral da União), que preencherá 375 vagas nos cargos de técnico federal e auditor. Para particpar, os interessados devem acessar o site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca responsável pela seleção, até as 16h do dia 1º de fevereiro.  

Segundo o edital de abertura do concurso CGU, os candidatos devem serguir os seguintes passos para garantir a participação:

• Cadastrar-se no portal de inscrições, informando o CPF e criando uma senha;
• Preencher o requerimento de inscrição que será exibido no portal e enviá-lo de acordo com as respectivas instruções;
• Escolher uma única localidade para prestar as provas objetivas, que serão realizadas nas capitais dos estados da Região Norte, em Brasília, São Paulo, Porto Alegre e Recife, no dia 20 de março;
• Selecionar a localidade de lotação (Estado ou Distrito Federal, conforme o caso) da vaga para a qual pretende concorrer. No caso de quem for concorrer a auditor de finanças e controle, o candidato deverá optar, ainda, por uma área de especialização da prova:  Auditoria e Fiscalização; Tecnologia da Informação; Contabilidade Pública e Finanças; e Correição e Combate à Corrupção;
• O concorrente deverá imprimir e guardar a Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança) relativa à taxa de inscrição, que será gerada automaticamente após o envio do requerimento de inscrição. A taxa será no valor de R$80 (técnico) ou R$120 (auditor);
• A inscrição só será validada quando pagar a GRU Cobrança em qualquer banco, bem como nas casas lotéricas ou nos Correios, obedecendo aos critérios estabelecidos nesses correspondentes bancários, ou por meio eletrônico, até 2 de fevereiro de 2022.

Os candidatos que tiverem efetuado a inscrição dentro do prazo receberão o cartão de confirmação em data oportuna, documento que informará o local onde as provas do concurso CGU serão realizadas.

Em paralelo ao período de inscrições, os candidatos também poderão solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição. O benefício é concedido somente para pessoas que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e para doadores de medula óssea. As solicitações devem ser feitas pelo site da FGV.

Oportunidades para níveis médio e superior; ganhos de até R$19 mil

A oferta do concurso CGU será de 375 vagas para preenchimento imediato. Desse total, 75 vagas são destinadas ao cargo de técnico federal, que exige o ensino médio completo como requisito básico para ingressar no cargo. A remuneração destinada a esse cargo é de R$7.741,31 com a inclusão do auxílio-alimentação de R$458.

As 300 vagas restantes serão destinadas para a carreira de auditor de finanças e controle. Para ser um auditor, é preciso que o concorrente tenha concluído a graduação em qualquer área, mesmo que o edital informe as áreas de especialização em que os futuros auditores irão trabalhar. A remuneração será de R$19.655,06, também já com o acréscimo do auxílio-alimentação de mesmo valor.

As jornadas de trabalho para essas duas carreiras serão de 40 horas semanais e as contratações serão feitas através do regime estatutário, que garante estabilidade ao servidor público. Os servidores serão lotados no Distrito Federal e nos sete estados da Região Norte.

Saiba como serão as provas do concurso CGU

Os candidatos inscritos no concurso CGU serão avaliados por meio das seguintes etapas:

• Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
• Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
• Perícia médica, exclusiva para candidatos que se declararem com deficiência, de caráter unicamente eliminatório;
• Heteroidentificação, exclusiva para candidatos que se declararem negros, de caráter unicamente eliminatório.

As provas objetivas e discursivas serão aplicadas no dia 20 de março. Como as oportunidades estão restritas aos sete estados da Região Norte e o Distrito Federal, as provas acontecerão nas capitais desses estados e em Brasília, além de outras três capitais que ganharam o direito de sediar os exames, como a cidade de São Paulo (SP), que irá representar a Região Sudeste. Já as cidades de Porto Alegre (RS) e Recife (PE) irão representar, respectivamente, as Regiões Sul e Nordeste. 

Enquanto os candidatos a técnico serão avaliados somente pela manhã (das 8h às 12h30min), os exames para auditores serão divididos em dois turnos: manhã (das 8h até 12h30min: prova objetiva de Conhecimentos Básicos e prova discursiva) e tarde (das 15h até 19h: provas objetivas de Conhecimentos Específicos e de Conhecimentos Especializados).

Confira abaixo como estão estruturadas as provas objetivas para os dois cargos:

Técnico Federal (80 questões)

• Conhecimentos Básicos: 15 questões de Língua Portuguesa, 5 de Língua Inglesa, 5 de Raciocínio Lógico-Quantitativo, 5 de Noções de Tecnologia da Informação;
• Conhecimentos Específicos: 10 de Noções de Direito Constitucional, 10 de Noções de Direito Administrativo, 10 de Noções de Administração Financeira e Orçamentária, 10 de Noções de Administração Geral, 10 de Controladoria-Geral da União (organização, competências e sistemas estruturantes).

Auditor de Finaças e Controle (110 questões)

• Conhecimentos Básicos: 15 de Língua Portuguesa, 5 de Língua Inglesa, 10 de Administração Pública e Políticas Públicas;
• Conhecimentos Específicos: 10 de Direito Constitucional, 14 de Direito Administrativo, 5 de Administração Financeira e Orçamentária, 6 de Fundamentos de Auditoria Governamental e 5 de Controladoria-Geral da União (organização, competências e sistemas estruturantes).
• Conhecimentos Especializados para auditores:
- Área de Auditoria e Fiscalização: 10 questões de Auditoria Governamental e Controle Interno, 10 de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, 10 de Avaliação de Políticas Públicas e mais 10 de Finanças Públicas;
- Área Correição e Combate à Corrupção: 16 questões de Direito Administrativo Sancionador, 8 de Direito Civil e Processual Civil, 8 de Direito Penal e Processual Penal e 8 de Direito Empresarial;
- Área de Tecnologia da Informação: 8 questões de Ciência de Dados, 8 de Desenvolvimento de Sistemas, 8 de Bancos de Dados, 8 de Infraestrutura Tecnológica e 8 de Segurança da Informação;
- Área de Contabilidade Pública e Finanças: 10 questões de Auditoria Governamental, 10 de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, 5 de Análise de Demonstrações Financeiras, 5 de Estatística e 10 de Finanças.

Na parte discursiva, os candidatos terão que produzir um texto de até 90 linhas e uma questão de até 15 linhas, ambas sobre temas relacionados à Administração Pública, Direito Constitucional, Direito Administrativo ou Administração Financeira e Orçamentária. A dissertação valerá 50 pontos e a questão 20, o que totaliza uma nota máxima de 70 pontos. 

Ficha Técnica Concurso CGU

Órgão: CGU - Controladoria-Geral da União
Status: Edital publicado e inscrições abertas
Vagas: 375
Cargos: Técnico Federal e Auditor de Finanças e Controle
Áreas de atuação: Administrativa e Fiscal
Escolaridade: Ensino Médio e Ensino Superior
Inscrições: 3 de janeiro a 1º de fevereiro de 2022
Taxa de inscrição: R$80 para técnico e R$120 para auditor
Remuneração: até R$ 19.197,06
Banca organizadora: FGV
Provas: 20 de março de 2022
Estados com vagas: Distrito Federal, Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Tocantins, Rondônia e Roraima
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias