Central de Concursos
  • Por: Redação - Publicado em 04/03/2022 13h19 - Atualizado em 04/03/2022 14h22
Concurso CGU (Foto: Divulgação)

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou em seu portal o número definitivo de inscritos para o concurso CGU (Controladoria-Geral da União), com oferta de 375 vagas. A organizadora do certame confirma o total de 65.579 inscritos, apenas um inscrito a mais em relação à parcial divulgada em meados de fevereiro.

Dentro desse total de inscritos, 31.830 disputam as 75 vagas oferecidas para o cargo de técnico federal de finanças e controle, que exige apenas o nível médio completo. Esse número final resultou numa concorrência de 424,40 candidatos/vaga.

Já o total de inscritos para o cargo de auditor federal de finanças e controle, que oferece 300 vagas para quem possui nível superior, apresenta um total de 33.749 interessados, distribuídos entre as seguintes áreas de trabalho:

• Auditoria e Fiscalização:  17.519 inscritos, com uma relação candidato/vaga de 139,04;
• Contabilidade Pública e Finanças: 2.513 inscritos e relação candidato/vaga de 62,83;
• Correição e Combate à Corrupção: 9.485 inscritos e relação candidato/vaga de 175,65;
• Tecnologia da Informação: 4.232 inscritos e relação candidato/vaga de 52,90.

Dentre os estados em que haverá lotação de servidores, o Distrito Federal lidera o ranking com o maior número de inscritos tanto para o cargo de técnico (21.461 inscritos) quanto para auditor (29.059), seguido pelos estados do Pará e do Amazonas.   

Divulgação dos locais de prova do concurso CGU

Agora que já sabe a quantidade de candidatos aptos a prestarem as provas objetivas do dia 20 de março, a FGV planeja informá-los, individualmente, sobre os locais onde eles serão avaliados na semana que antecede as provas. Sendo assim, já a partir do dia 14 deste mês, o candidato deve olhar frequentemente o site da banca para obter essa informação.

Os exames serão aplicados nas sete capitais da Região Norte (Rio Branco, Manaus, Macapá, Belém, Porto Velho, Boa Vista e Palmas) e em Brasília, onde haverá lotação dos servidores, e também nas cidades de Porto Alegre, Recife e São Paulo, que representam, respectivamente, as regiões Sul, Nordeste e Sudeste.

Os mais de 31 mil inscritos para o cargo de técnico federal de finanças e controle serão avaliados no período da manhã, das 8h às 12h30, tendo que responder a 80 questões de múltipla escolha na parte de Conhecimentos Básicos e Específicos:

• Conhecimentos Básicos: 15 questões de Língua Portuguesa, cinco de Língua Inglesa, cinco de Raciocínio Lógico-Quantitativo, cinco de Noções de Tecnologia da Informação;
• Conhecimentos Específicos: 10 de Noções de Direito Constitucional, 10 de Noções de Direito Administrativo, 10 de Noções de Administração Financeira e Orçamentária, 10 de Noções de Administração Geral, 10 de Controladoria-Geral da União (organização, competências e sistemas estruturantes).

Já a prova de analista federal de finanças e controle ocorrerá nos dois turnos: Manhã (das 8h até 12h30min: prova objetiva de Conhecimentos Básicos e prova discursiva) e Tarde (das 15h até 19h: provas objetivas de Conhecimentos Específicos e de Conhecimentos Especializados). Ao todo, a prova para candidatos com nível superior trará 110 questões objetivas, sendo 30 questões de conhecimentos básicos, 40 de conhecimentos específicos e outras 40 de conhecimentos especializados:

• Conhecimentos Básicos: 15 de Língua Portuguesa, cinco de Língua Inglesa, 10 de Administração Pública e Políticas Públicas;
• Conhecimentos Específicos: 10 de Direito Constitucional, 14 de Direito Administrativo, cinco de Administração Financeira e Orçamentária, seis de Fundamentos de Auditoria Governamental e cinco de Controladoria-Geral da União (organização, competências e sistemas estruturantes).
• Conhecimentos Especializados para auditores:
- Área de Auditoria e Fiscalização: 10 questões de Auditoria Governamental e Controle Interno, 10 de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, 10 de Avaliação de Políticas Públicas e mais 10 de Finanças Públicas;
- Área Correição e Combate à Corrupção: 16 questões de Direito Administrativo Sancionador, 8 de Direito Civil e Processual Civil, 8 de Direito Penal e Processual Penal e 8 de Direito Empresarial;
- Área de Tecnologia da Informação: 8 questões de Ciência de Dados, 8 de Desenvolvimento de Sistemas, 8 de Bancos de Dados, 8 de Infraestrutura Tecnológica e 8 de Segurança da Informação;
- Área de Contabilidade Pública e Finanças: 10 questões de Auditoria Governamental, 10 de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, 5 de Análise de Demonstrações Financeiras, 5 de Estatística e 10 de Finanças.

Além da prova objetiva, a FGV aplicará também uma prova discursiva, em que será exigida a produção de um texto de até 90 linhas e uma questão de até 15 linhas, ambas sobre temas relacionados à Administração Pública, Direito Constitucional, Direito Administrativo ou Administração Financeira e Orçamentária. Essa etapa se divide em 50 pontos na dissertação e 20 pontos na questão.

Remuneração dos futuros servidores da CGU

O gabarito preliminar das provas objetivas deverá ser divulgado pela banca na semana seguinte às provas. Após ao recebimento dos recursos e à divulgação do gabarito final, a empresa convocará aqueles que irão ocupar as 75 vagas de técnico e as 300 vagas de auditor.

Ao primeiro cargo, será concedida remuneração de R$7.283,31, e ao segundo a CGU oferecerá R$19.655,06 mensais. A jornada de trabalho será de 40 horas semanais e as contratações pelo regime estatutário.

Ficha Técnica Concurso CGU

Órgão: CGU - Controladoria-Geral da União
Status: Em andamento
Vagas: 375
Cargos: Técnico Federal e Auditor de Finanças e Controle
Áreas de atuação: Administrativa e Fiscal
Escolaridade: Ensino Médio e Ensino Superior
Remuneração: até R$ 19.197,06
Banca organizadora: FGV
Provas: 20 de março de 2022
Estados com vagas: Distrito Federal, Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Tocantins, Rondônia e Roraima
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias