Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 05/11/2021 14h04 - Atualizado em 05/11/2021 14h43
Concurso ANM 2021 (Foto: Divulgação)

O novo concurso ANM (Agência Nacional de Mineração), autorizado em julho deste ano, já possui uma banca para organizar a seleção de 40 vagas imediatas. De acordo com o documento de dispensa de licitação, o Cebraspe foi a empresa escolhida para receber as inscrições dos concorrentes e para elaborar as fases de avaliação. 

Essa banca é uma das mais tradicionais e conhecidas do setor, estando, atualmente, à frente de concursos importantes como o da Polícia Federal, do Depen, entre outros.

Após definir a contratação da banca brasiliense, o contrato de trabalho entre as partes deverá ser assinado nas próximas semanas. Já o edital do concurso ANM está previsto para sair até janeiro de 2022, segundo portaria autorizativa.

Todas as 40 vagas serão destinadas ao cargo de especialista em recursos minerais, que exige nível superior em especialidades ainda não reveladas. As oportunidades para especialistas serão distribuídas em cinco estados:

• Minas Gerais (18 vagas);
• Pará (oito);
• Mato Grosso (duas);
• São Paulo (duas);
• Distrito Federal (dez).

As remunerações atuais a serem oferecidas para essa carreira são de R$4.039,70, que podem ser elevados com o pagamento da Gratificação de Desempenho de Atividades de Recursos Minerais (GDARM). Essa gratificação pode ser mínima, no valor de R$1.467,40 (20 pontos) ou máxima R$5.869,60 (80 pontos). Dependendo da pontuação acumulada pelo especialista, dentro do limite estabelecido, a remuneração poderá chegar a R$9.909,30.

Com déficit superior a 600 cargos, mais convocações serão necessárias

As 40 vagas autorizadas pelo Ministério da Economia, contudo, não serão suficientes para suprir o número de vacâncias atualmente registrados pela agência. Com 603 cargos a serem preenchidos na função de especialista em recursos minerais, o órgão precisará utilizar o cadastro de reserva para convocar os aprovados que se classificarem além das 40 vagas.

A Agência Nacional de Mineração pretende se valer do decreto, nº 9.739 de 2019, que permite aos órgãos federais receber a autorização para chamar 25% dos aprovados a mais que o número de vagas imediatas presentes no edital. No caso do Concurso ANM, caso o Ministério da Economia autorize, ela poderia convocar mais 16 aprovados, o que resultará na chegada de 56 novos especialistas.

Mesmo assim, o déficit de servidores permanecerá elevado. Para buscar minimizar ainda mais o número de cargos desocupados, a ANM solicitou, dentro do prazo estabelecido aos órgãos federais e agência reguladoras, autorização para abrir um segundo edital com 150 vagas para os seguintes cargos:

Engenheiro de minas: 70 vagas para quem possui nível superior na área de Engenharia de Minas;
Geólogo: 50 vagas de nível superior em Geologia;
Contador/Economista: 20 vagas de nível superior em Contabilidade ou Economia;
Bacharel em Direito: cinco vagas de nível superior em Direito;
Estatístico: cinco vagas de nível superior na área de Estatística.

Último concurso ANM foi realizado em 2010

O último concurso ANM foi realizado em 2010 e teve como banca organizadora o Instituto Movens. Na época, foram oferecidas 256 vagas para os cargos de: analista administrativo, especialista em recursos minerais e técnico administrativo.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, ambas de caráter eliminatório e classificatório. A avaliação objetiva contou com 20 questões de Conhecimentos Básicos e outras 20 de Conhecimentos Específicos.

Ficha Técnica Concurso ANM 2021

Órgão: ANM - Agência Nacional de Mineração
Status: Concurso autorizado
Vagas: 40
Cargos: Especialista
Escolaridade: Nível superior
Remuneração: até R$9.909,30
Banca organizadora: Cebraspe
Estados com vagas: SP, MG, PA, MT e DF
blog

Cursos

Apostilas

Outras Notícias