• Por: Yuri Salso - Publicado em 03/03/2017 11h44 - Atualizado em 03/03/2017 12h50

data-cke-saved-src="/imagens/noticia/interna136.jpg"


Segundo os dados de um levantamento feito recentemente, a Câmara dos Deputados possui 523 postos vagos que podem ser preenchidos por meio de concursos público, sendo que, desse total, 399 vagas são para o cargo de técnico legislativo e 124 para analista legislativo. Em ambos os casos, as oportunidades estão distribuídas entre diferentes funções. O quantitativo de cargos desocupados representa mais de 14% do quadro de pessoal da Casa, que é composto de 3.642 servidores dessas áreas.

Um novo concurso para os cargos de técnico e analista legislativos consta no Orçamento Federal de 2017, que já foi aprovado no Congresso Nacional e sancionado pelo presidente da república, Michel Temer.
 

Cargos, benefícios e remunerações
 

O concurso Câmara dos Deputados costuma ser um dos mais visados. Além da garantia de estabilidade e remunerações acima do mercado, ele oferece uma série de benfícios, como, por exemplo, auxílio-alimentação no valor de R$ 924.
 

Com a inclusão do benefício, os ganhos mensais para a carreira de técnico legislativo, cargo que exige o nível médio completo, chegam a R$16.008,59. Já a função de analista legislativo, disponível para candidatos com nível superior, oferece ganhos iniciais de R$23.547,77. As vagas para ambos os cargos são distribuídas entre diferentes funções dentro do órgão.
 

Além do auxílio-alimentação, a Câmara oferece auxílio pré-escola, no valor de R$825, em caso de escolas localizadas no Distrito Federal. Dependendo da localidade da escola, o auxílio pode ainda de R$ 777 (MG, RJ e SP), R$ 710 (PR, RS e SC), R$ 644 (BA, CE, ES, GO, MS  e MT) ou R$ 578 (demais estados).
 

Outro benefícios oferecidos pela Câmara a seus servidores, caso se aplique, são auxílio-natalidade, de R$626, auxílio-transporte e salário-família.

 

Último concurso Câmara dos Deputados


O último concurso Câmara dos Deputados, realizado em 2012, contou com 138 vagas. A banca organizadora responsável pelo processo seletivo foi a Cespe/UnB.

As oportunidades para técnico foram divididas entre as funções de radiologia (3 vagas) e gesso (2). Para analistas, as vagas eram para as atribuições de neurologista (1), ortopedista e traumatologista (2), otorrinolaringologista (1), radioimagem (2), museólogo (2), taquígrafo legislativo (14) e técnica legislativa (111).

As provas foram compostas de questões sobre língua portuguesa, conhecimentos básicos, complementares e específicos.

 

Outras Notícias