• Por: Yuri Salso - Publicado em 01/02/2019 14h37 - Atualizado em 01/02/2019 17h11

Caixa Econômica Federal (CEF) deve reforçar seu quadro de funcionário em breve. De acordo com a assessoria do banco público, “está sendo avaliado, internamente, a possibilidade de contratação de novos empregados e que, tão logo o estudo seja concluído, será submetido às instâncias deliberativas”. A informação também foi confirmada pelo presidente do banco, Pedro Guimarães, durante visita à Diretoria de Gestão de Pessoas, em Brasília (DF).
 

Caso se confirme, a contratação dos funcionários será feita a partir da convocação de aprovados no último concurso público realizado pela Caixa, em 2014. Segundo o presidente do banco, deverão ser contratados cerca de 2.500 novos servidores.
 

Recentemente, a Caixa tem enfrentado grande carência de funcionários, com o efetivo da empresa reduzindo de 101 mil funcionários, em 2014, para 85 mil ao final de 2018. A redução aconteceu por conta dos diversos planos de demissão e aposentadoria promovidos pelo banco, sem que houvesse novos concursos e convocações para repor as perdas de pessoal.

 

Concurso com validade congelada

 

O concurso Caixa 2014 foi para a formação de cadastro reserva das carreiras de técnico bancárioengenheiro e médico do trabalho. Cerca de 33 mil candidatos haviam sido aprovados para técnico, porém, apenas cerca de 2.501 foram convocados.
 

A não convocação dos aprovados no concurso público é alvo de Ação Civil Pública ingressada pelo Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal e em Tocantins. No dia 6 e outubro de 2016, veio a vitória em primeira instância. Na decisão, a juíza Natália Queiroz, da 6ª Vara do Trabalho de Brasília, postergou a validade do certame até o trânsito em julgado da ação.
 

Atualmente, o processo está "suspenso ou sobrestado por julgamento de Repercussão Geral - STF". Na prática, isto significa que o processo está parado aguardando uma decisão do Supremo Tribunal Federal.     

 

Último concurso Caixa Econômica Federal

 

O último concurso Caixa Econômica Federal teve como banca organizadora o Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Os candidatos foram submetidos a duas avaliações escritas, uma de caráter objetivo e outra de caráter discursivo. A prova discursiva se resumiu à elaboração de uma redação dissertativa de trinta linhas. A prova objetiva seguiu o modelo padrão do Cebraspe, composta por 120 questões de Certo e Errado, onde cada resposta incorreta anulava uma certa. A questões foram distribuídas da seguinte forma: 14 de Língua Portuguesa, 36 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos.

 

O cargo de técnico bancário oferece vencimentos iniciais de R$ 3.622 e exige que o candidato possua nível médio. Já as carreiras de engenheiro e médico do trabalho são para profissionais com o nível superior.

 

Outras Notícias