• Por: Yuri Salso - Publicado em 06/02/2017 11h45 - Atualizado em 06/02/2017 11h59

height="191"A Justiça Federal não aceitou os Embargos de Declaração da Caixa Econômica Federal (CEF), que questionava a sentença da juíza Natália Queiroz Cabral Rodrigues, da 6ª Vara do Trabalho de Brasília. A juíza determinou que o banco contratasse 2 mil novos servidores aprovados nos concursos públicos realizados em 2014.

Os dois concursos de 2014 foram para a formação de cadastro reserva das carreiras de técnico bancário, engenheiro e médico do trabalho. Cerca de 30 mil candidatos haviam sido aprovados, no entanto, até o início de 2016 apenas 2.093 empregados foram convocados.

Diante disso, o Ministério Público do Trabalho (MPT) entrou com uma ação civil pública pedindo a contratação dos novos funcionários, além de solicitar a proibição de concursos que visam apenas a formação de cadastro reserva e de editais que tenham número irrisório de vagas, sendo necessário estipular uma quantidade de oportunidades suficientes para atender às demandas do banco.

Caso a Caixa Econômica não cumpra a decisão em seis meses, ficou definida multa de R$ 500 mil.

 

Concurso Caixa Econômica Federal 2014


A banca responsável por organizar os processos seletivos dos últimos concursos CEF foi a Cespe/UnB.

O cargo de técnico bancário oferece vencimentos iniciais de R$ 3.622 e exige que o candidato possua nível médio. Já as carreiras de engenheiro e médico do trabalho são para profissionais com o nível superior.
 

Outras Notícias