Central de Concursos
  • Publicado em 20/10/2015 10h17
O Banco do Brasil (BB) informou, por meio de nota, que “continuará realizando as Seleções Externas de acordo com sua necessidade de pessoal, observada para cada região, bem como mediante observância ao seu Planejamento Estratégico e Orçamentário.” O esclarecimento veio após a suspensão do concurso dos Correios, empresa integrante da administração indireta, assim como o BB, após recomendação do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest), do Ministério do Planejamento.
 
O BB negou que tenha recebido essa orientação, e confirmou os próximos concursos. O primeiro deles será para o Rio de Janeiro e mais cinco estados, cujo edital não deverá demorar para sair. A empresa, porém, segue sem informar uma data oficial para publicação do edital. O banco esclareceu ainda que “a contratação de novos funcionários também continua vinculada às necessidades da Empresa”, o que confirma as convocações dos aprovados no concurso do Nordeste, cuja prova foi aplicada no último domingo, dia 18.
 
As informações oficiais vão ao encontro do que disse o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Wagner Nascimento, após reunião com profissionais da área de concursos. Segundo ele, foi passado que ‘onde vencer concurso, vai ter concurso’, referindo-se ao fato de que o Rio e as outras cinco localidades terão o edital em breve, pois a sua última seleção teve o prazo de validade expirado no dia 26 de setembro, impedindo o BB de realizar contratações.
 
 
As carências de pessoal e as aposentadorias pressionam o banco para isso. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), 5 mil funcionários aposentaram-se em todo país, dos quais 400 deixaram seus postos no Rio. Isso, segundo Wagner Nascimento, tem acarretado na sobrecarga de trabalho.
 
Detalhes definidos - O edital desse concurso, segundo fonte, já estaria pronto. Além do Rio, o documento trará vagas imediatas no Amazonas (parte do estado), Espírito Santo, Minas Gerais (parte), Rio Grande do Sul e Santa Catarina (parte). O que impede a sua divulgação é uma negociação interna, avaliando se seria bom abrir a seleção agora, diante do ajuste fiscal anunciado pelo governo.
 
O concurso, porém, em nada afetaria a economia do Executivo, já que o Banco do Brasil possui verba própria e está de fora da suspensão dos concursos em 2016. O objetivo, além de divulgação do edital em breve, seria aplicar provas em 2015. A Fundação Cesgranrio será a organizadora, e a estrutura do concurso, a mesma das seleções abertas este ano para 15 estados e o Nordeste, com 70 questões objetivas e redação. O cargo exige o nível médio e tem remuneração de R$ 3.280.
 
blog

Outras Notícias