• Por: Yuri Salso - Publicado em 01/03/2018 10h33 - Atualizado em 01/03/2018 12h23
Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (28/02), Raul Jungmann, ministro da Segurança Pública, pasta recém-criada pelo governo, revelou que está autorizada a realização de concursos públicos para a Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Serão 1.000 vagas para as corporações, sendo 500 para a PF e 500 para a PRF.
 
“Considerando a necessidade e urgência de reforçar recursos humanos, especialmente na Polícia Federal e na Polícia Rodoviária Federal, estamos autorizados a realizar concursos, com 500 novos agentes para a Polícia Federal e 500 novos agentes na Polícia Rodoviária Federal”, revelou Jungmann.
 
A expectativa é que a autorização para realização dos dois concursos seja publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias. 
 
O aval para os concursos, segundo o ministro, partiu do Ministério do Planejamento. De acordo com a pasta, não haverá contingenciamento de recursos para a Segurança Pública. O setor contará com um orçamento de R$ 2,7 bilhões.
 
“Entramos em contato com o ministro do Planejamento (Dyogo Oliveira) e ficou definido que teremos zero contingenciamento dos recursos do Ministério Extraordinário de Segurança Pública neste ano”, disse o ministro durante a coletiva. Jungmann reconheceu que as 1.000 vagas não resolverão os problemas de pessoal das corporações. “Precisamos de muito mais, mas já é um bom início, já que, há anos, não tínhamos possibilidade de contar com reforços tanto em uma, quanto em outra”, completou.
 
Confira o anúncio do ministro na íntegra, em vídeo da TV NBR: 
 

 
Apesar de não ter estipulado uma data para a abertura dos concursos, o ministro garantiu que eles serão realizados ainda este ano. Ou seja, os editais serão publicados ainda em 2018.
 

Concurso Polícia Federal 2018

 
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, já havia garantido que o concurso Polícia Federal estava praticamente autorizado pelo Ministério do Planejamento. E que, para adequar o certame às dotações orçamentárias de 2018, haveria uma redução no número de vagas do pedido anterior, que contava com 1.758 oportunidades. A expectativa é que o concurso fosse autorizado com 600 vagas, sendo 300 para a carreira de escrivão, 150 para agente, 100 para perito e 50 para delegado.
 
Enquanto estuda como distribuir as vagas liberadas pelo governo, a Polícia Federal cogita unificar os cargos de escrivão e agente em uma mesma carreira. Como as duas funções recebem os mesmos salários e benefícios (R$ 12.441 no total), a ideia da PF é extinguir o cargo de escrivão e contratar agentes. Mas ainda não há nada decidido. A mudança pode acontecer somente no próximo concurso – e, assim, seriam mantidas vagas para escrivão, agente, delegado e perito (os dois últimos com remuneração de R$ 23.130). SAIBA MAIS
 

Concurso Polícia Rodoviária Federal 2018

 
O pedido de concurso para 2.778 vagas de policial rodoviário federal teve vários avanços nos últimos dias. A seleção é uma das prioridades do governo para 2018 porque, nos últimos quatro anos, uma grande quantidade de servidores da Polícia Rodoviária Federal se aposentou, o que deixou uma lacuna de mais de 3.000 postos, prejudicando a segurança nas rodovias.
 
O cargo de policial rodoviário federal é aberto àqueles que possuem nível superior completo em qualquer área e carteira nacional de habilitação (CNH), a partir da categoria "B". Os aprovados ingressarão na carreira recebendo a nova remuneração de R$ 9.931. A corporação terá novo reajuste em janeiro de 2019, quando os ganhos passarão a ser de R$ 10.357. SAIBA MAIS
 
 

Curso Preparatório

 
Para ser aprovado nos concursos da Polícia Federal ou da Polícia Rodoviária Federal, você precisa se preparar com antecedência e eficiência. Por isso, a Central de Concursos preparou o curso Projeto Polícia Federal, no qual serão abordados os principais temas de cada matéria, aqueles que têm maiores chances de cair na prova.
 
Quem quer passar em concurso público, passa na Central de Concursos!

 

Outras Notícias