• Publicado em 24/02/2014 10h30
A estabilidade empregatícia, assegurada por meio do regime estatutário de contratação, é um dos atrativos do concurso para 100 vagas da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Além disso, as remunerações chegam a R$11.776,90. A autarquia, que foi autorizada no fim do ano passado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) a realizar concurso, segue intensificando os preparativos. No momento, a organizadora está sendo definida, assim como a lotação dos servidores. A expectativa é de que ambas possam ser anunciadas em breve, assim como uma data mais precisa para a divulgação do edital.
 
Embora a Anatel tenha até 30 de junho para publicar o edital (prazo estipulado na portaria do Planejamento, de 30 de dezembro, que autorizou o concurso), esse tempo deverá ser encurtado, como uma medida para suprir o déficit de pessoal. E para que a agência reguladora possa contar com os aprovados ainda este ano, ela deverá homologar a seleção até 5 de julho, conforme estipula a lei eleitoral. Caso isto não ocorra, as convocações só poderão ocorrer a partir do ano que vem.
 
No nível médio, serão 12 vagas para técnico em regulação de serviços de telecomunicações e 20 para técnico administrativo. Já para os graduados, serão 20 oportunidades para analista administrativo e 48 para especialista em regulação de serviços de telecomunicações. Os técnicos em regulação receberão R$5.791,25, e os técnicos administrativos, R$6.047,25. Já a remuneração dos analistas será de R$10.916,90, e os de especialista, R$11.776,90. Todos os valores já incluem os R$373 de auxílio-alimentação. No último concurso da autarquia, feito em 2012 e organizado pelo Cespe, a oferta era de 46 vagas, para os cargos de técnico e analista administrativo. Na época, a lotação dos servidores foi para Brasília, Maceió, Goiânia, Belo Horizonte, Campo Grande, Belém, Recife e São Paulo.
blog

Outras Notícias