• Publicado em 11/07/2012 12h05
Um dos concursos mais aguardados do país acaba de sair: A Receita Federal divulgou neste 09/07, os editais para os cargos de analista tributário e auditor-fiscal.

As inscrições vão de 16/7 a 29/7, através do site da organizadora – www.esaf.fazenda.gov.br . A taxa de inscrição é de R$ 100,00 para analista e R$ 130,00 para auditor.

O total de vagas oferecidos é de 950 que serão distribuídas da seguinte forma: 700 vagas para o cargo de analista em áreas não específicas, 50 vagas de analista para área de Informática, 200 vagas de auditor. Para os cargos, exige-se nível superior completo em qualquer área. Importante ressaltar que, em princípio, a Receita havia solicitado 1.210 vagas para auditor. Em entrevista concedida em dezembro de 2011, a Secretária de Gestão Pública, Ana Lúcia Brito, declarou que haverá mais vagas nos próximos anos, até 2015, tanto para auditor como para analista tributário.

A remuneração inicial para analista é de R$ 8.300,07 e para auditor R$ 13.904,00, em ambos, já inclui o auxílio-alimentação de R$ 304,00. Haverá vagas para deficientes e isenção de taxa para famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, esses devem ficar atentos ao prazo de inscrição de apenas dois dias – até 17/7 - Veja detalhes no edital.

As provas iniciam-se em 15 de setembro para auditor – sábado – e terminam no dia 16/09, já para os analistas apenas no dia 16/09. Ao mesmo tempo que atrai muitos candidatos, este concurso exige muita dedicação nos estudos. Veja os detalhes de cada prova:

Prova de Auditor: 15 e 16/setembro

A primeira etapa será composta de Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos I e II, e mais Prova Dissertativa, esta última com data a ser divulgada.

Para ser aprovado será necessário obter no mínimo 40% dos pontos ponderados de cada disciplina e pelo menos 60% de pontuação ponderada do conjunto de provas. Resumindo: 216 pontos.

Para ser convocado para a prova discursiva, serão chamados os 570 melhores classificados – ampla concorrência – e 30 entre os deficientes, e será necessário obter 72 pontos dos 120 na discursiva, ou seja, 60% dos pontos.

A prova de Conhecimentos Gerais será composta de: Língua Portuguesa, Espanhol ou Inglês, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Direito Civil, Penal e Comercial e Administração Geral e Pública.

À de Conhecimentos Específicos I: Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário e Auditoria.
Conhecimentos Específicos II: Contabilidade Avançada e Geral, Legislação Tributária, Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

Serão chamados para a prova dissertativa, os classificados na prova objetiva até 1.995a -vagas regulares, 105a. para os deficientes, e 141a. na área de Informática – geral – e 9a. para os deficientes.

Prova de Analista Tributário: 16 /setembro

A primeira etapa da seleção será constituída de Provas Objetivas, Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos e mais Prova Dissertativa, essa última ainda sem divulgação de data.

A prova de Conhecimentos Gerais será composta de: Língua Portuguesa, Espanhol ou inglês, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Direito Constitucional e Administrativo e Adm. Geral.

Conhecimentos Específicos: Direito Tributário, Contabilidade Geral e Legislação Tributária e Aduaneira.
Conhecimentos Específicos na Área de Informática: Direito Tributário, Contabilidade Geral e Informática.

A etapa final para ambos os cargos é a Sindicância de Vida Pregressa. Os exames serão aplicados em todas as capitais. O concurso tem validade de seis meses renováveis por mais seis e de acordo com o edital, os aprovados atuarão nas unidades centrais da Receita Federal, em Brasília ou nas unidades descentralizadas, porém, só serão conhecidos os locais de atuação, após a aprovação no concurso. Os candidatos nomeados e empossados não terão sua lotação alterada por um período de três anos, salvo por concurso de remoção ou por interesse da administração.

Mudanças comparativas do último edital

O programa de formação deixou de fazer parte do processo seletivo, e as provas do concurso têm foco maior nas matérias tributárias, tanto que foi incluída Legislação Tributária em conjunto com Legislação Aduaneira. O número de questões de Direito Tributário aumentou; para analista serão 20 questões e para auditor 30, com peso dois.

Clique aqui e tenha acesso aos editais
blog

Outras Notícias