Central de Concursos
  • Por: Yuri Salso - Publicado em 20/04/2018 09h14 - Atualizado em 08/06/2018 11h44

Agora é oficial! O Cebraspe (antigo Cespe/UnB) será a banca organizadora do concurso público da Polícia Federal (PF) para 500 vagas. A dispensa de licitação foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, dia 8 de junho. No fim do mês de maio, Luís Antônio Boudens, presidente da Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais), já havia onfirmado que o Cebraspe seria a banca escolhida.
 

A Polícia Federal já informou que o edital do concurso será publicado ainda este mês. As 500 vagas autorizadas serão distribuídas entre os cargos de agente de polícia (180 vagas), delegado (150 vagas), escrivão (80 vagas), perito (60 vagas) e papiloscopista (30 vagas). 

 

Portaria de autorização do concurso Polícia Federal 2018Autorização Concurso PF

 
No dia 20 de maio, foi publicada no Diário Oficial da União a portaria que autoriza a realização de uma nova seleção para 500 vagas na corporação.

De acordo com a autorização, o prazo para divulgação do edital de abertura é de até seis meses, contados a partir da publicação da portaria. Mas, segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o edital será publicado em até dois meses.
 

Unificação agente x escrivão

 
A intenção da Polícia Federal é realizar a unificação dos cargos de agente e escrivão, o que, no entanto, contraria os desejos da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). Tanto que a entidade classista já pediu à direção da corporação “que seja feita uma melhor adequação das vagas, com destaque para o cargo de escrivão, visando corrigir a distorção hoje existente”.
 

Escolaridade e remunerações

 
Para concorrer ao cargo de perito, é necessário ter nível superior em áreas específicas e, para delegado, superior em direito, com pelo menos três anos de atividade jurídica ou policial, comprovados na data da posse. Agora, os vencimentos das funções são de R$ 23.130,48. Em 2019, delegados e peritos passam a ter vencimentos de R$ 24.150,74.
 
Já os cargos de agente policialescrivão e papiloscopista exigem ensino superior em qualquer área ou curso de tecnólogo e Carteira Nacional de Habilitação na categoria B ou superior, com remuneração atual de R$ 12.441,26. As duas categorias contarão com reajuste em 2019, subindo para R$ 12.980,50.  
 
Já estão inclusos em todos os valores a quantia de R$ 458 referente ao auxílio-alimentação.
 

Progressão salarial

 
Para os agentes e escrivães, na segunda classe, os salários, com o benefício, são de R$ 12.940,69 em 2018, indo para R$ 13.502,41 em janeiro de 2019. Para a primeira classe, R$ 15.067,83 em 2018, indo para R$ 15.725,27 em 2019. Na classe especial, R$ 18.306,60 em 2018, mudando para R$ 19.109,79 em 2019.
 
Para perito e delegado, na segunda categoria, R$ 23.710,07 em 2018, indo para R$ 24.756,42 em 2019. Na primeira, R$ 27.105,60 em 2018, indo para R$ 28.304,74 em 2019. Finalmente, na classe especial, R$ 30.062,70 em 2018, indo para R$ 31.394,91 em 2019.
 

Últimos concursos Polícia Federal

 
As últimas seleções para perito e delegado da Polícia Federal foram realizadas em 2012, organizadas pelo Cebraspe (antigo Cespe/UnB).
 
Para perito, o concurso contou com provas objetiva e discursiva, testes de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica e análise de títulos. A parte objetiva contou com 120 questões de múltipla escolha, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Os aprovados em todas as fases foram submetidos a um curso de formação profissional.
 
No caso de delegado, a seleção contou com provas objetiva e discursiva, exames de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, análise de títulos e prova oral, além do curso de formação. A parte objetiva contou com 120 questões e a discursiva com três questões dissertativas, além da elaboração de uma peça profissional.  
 
Na ocasião, foram registrados 35.800 inscritos para 100 vagas de perito e, para delegado, 46.633 participantes para 150 oportunidades. Para as vagas de perito, as opções foram para áreas de ciências contábeis ou econômicas, engenharia em diversas especialidades, ciências da computação, geologia, química, biomedicina, medicina, odontologia e farmácia.
 
Já o processo seletivo para o cargo de agente policial foi realizado pela última vez em 2014. Foram registrados quase 100 mil inscritos para uma oferta de 600 vagas.
 
A seleção foi feita por meio de prova objetiva foi sobre Língua Portuguesa, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, de Administração, de Contabilidade, de Economia e de Direito (Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional), além de Legislação Especial. O concurso também teve o Cebraspe como banca organizadora.
 

Curso preparatório

 
Para ser aprovado nos concursos da Polícia Federal ou da Polícia Rodoviária Federal, você precisa se preparar com antecedência e eficiência. Por isso, a Central de Concursos preparou o curso Projeto Polícia Federal, no qual serão abordados os principais temas de cada matéria, aqueles que têm maiores chances de cair na prova.
 

Quem quer passar em concurso público, passa na Central de Concursos!

 

blog

Outras Notícias