Central de Concursos
  • Publicado em 05/09/2013 14h55
Depois da assinatura de contrato entre o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Fundação Cesgranrio, a expectativa é de que o edital do concurso para 423 vagas seja divulgado até a segunda quinzena de setembro. As chances estão distribuídas pelas carreiras de técnico (300, nível médio), analista e tecnologista (60 para cada cargo, ambos de nível superior) e pesquisador (12, superior com mestrado ou doutorado). Todas as vagas de nível superior serão destinadas ao Rio de Janeiro. Já as de técnico, serão para vários estados.

Para técnico, a remuneração é de R$3.186,10, e para pesquisador em informações geográficas e estatísticas, os ganhos são de R$7.420 (podendo chegar a R$9.280,45 com titulação). Já para tecnologista em informações geográficas e estatísticas e analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas, os rendimentos são de R$6.728,60 (podendo chegar a R$8.303,24 com titulação). Todos os valores incluem o auxílio-alimentação, de R$373.

O Rio de Janeiro será contemplado com 138 vagas, sendo seis para técnico e as demais 132 para analista, tecnologista e pesquisador, de nível superior. As outras 294 vagas de técnico serão distribuídas por 281 municípios de 23 estados. Além do Rio de Janeiro, os outros 23 estados contemplados com vagas serão Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

No projeto básico do concurso, que é enviado às organizadoras, a taxa de inscrição já tem valores pré-definidos: R$50 para técnico, R$110 para analista e tecnologista e R$140 para pesquisador. Pelo projeto, os candidatos serão avaliados por provas objetiva e discursiva (apenas para analista/Análise de Sistemas/Desenvolvimento de Aplicações e pesquisador). A seleção ainda contará com prova prática (para tecnologista nas áreas de conhecimento Programação Visual/Planejamento e Desenvolvimento para Mídias Eletrônicas, Edição de Vídeo e Geoprocessamento) e análise de títulos (pesquisador).

Para os candidatos a técnico serão cobradas 60 questões objetivas de Língua Portuguesa, Inglês, Raciocínio Quantitativo Lógico, Conhecimentos Gerais, Conhecimentos Específicos, Geografia e Noções de Informática. Para se classificar, será preciso alcançar, no mínimo, 40% do total de pontos. A contratação será sob o regime estatutário, que garante estabilidade.

Fonte: Folha Dirigida
blog

Outras Notícias